domingo, 15 de janeiro de 2017

SINDICATOS SE REÚNEM COM PREFEITURA DE EXTREMOZ PARA DISCUTIR PAGAMENTO DOS SALÁRIOS DE DEZEMBRO DE 2016.

VEJA VÍDEO DA FALA DO SINDAS/RN 

Na última sexta feira(13-01) participamos de uma reunião no Município de Extremoz-RN, para discutir com Prefeito como será feito o pagamento  do mês de dezembro e do incentivo adicional dos agentes.
A reunião foi marcada no Gabinete do Prefeito, e diferente de Caicó, o Prefeito se fez presente e deixou claro para todos que a dívida é dele e vai pagar.
Já nas primeiras falas da Gestão foi transparecida a  intenção de pagar os salários de dezembro e que isso só não já foi feito,  por causa dos problemas deixados por Klaus Rêgo (FPM zerado, não foram feitos lançamentos do IPTU 2017, foram descontados da conta da Prefeitura 6 meses de consignações dos empréstimos dos servidores, foi descontado valor significativo  de dívidas junto ao INSS etc).
O SINDAS/RN sugeriu algumas medidas para minimizar os danos dos servidores. Até que os salários sejam adimplidos, sugerimos a doção de um horário corrido por 90 dias, assim o servidor não precisará se deslocar 4 vezes ao dia e custear sua alimentação. Sugerimos também, que os servidores que estão totalmente impossibilitados de trabalhar não sejam penalizados.
Relembramos a Joaz, que apesar da confiança depositada nele, existe uma tolerância máxima de 2 meses pra ele organizar a casa, pois quando ele colocou seu nome nas urnas sabia que herdaria mais ônus do que bônus.
Diante de todos os problemas expostos transparentemente pela Gestão, ficou claro que a Prefeitura deve cerca de 4,5milhoes e só dispõe de pouco mais de 1,5milhões e desse total nem tudo pode ser pra salário
Todos os problemas ficaram claros para os sindicatos presentes (SINDAS/RN, SIDSAÚDE, SINDICATO DOS ENFERMEIROS E SINDICATO MUNICIPAL). Mas para ter mais clareza e os servidores verem com seus próprios olhos os extratos das contas, propomos uma reunião com todos os servidores e sindicatos na quinta feira 19-01.
Para pagar o salário de dezembro sem parcelamento, sugerimos que a Prefeitura de Extremoz faça um empréstimo bancário, junto a instituição onde paga a folha do Município. Sugerimos, ainda, que usem como argumento a possibilidade de mudarem de banco caso eles não facilitem.
Diante da proposta o Prefeito se comprometeu buscar o banco para avaliar a possibilidade de fazer um empréstimo.
Joaz assegurou que pagará o mês de janeiro até o dia 31, mas segundo ele não basta pagar a folha em dia, ele disse que pretende capitalizar a Prefeitura e numa situação de emergência ter recursos reservas para pagar uma folha.
Após a reunião, ficou acordado levar as propostas ao Prefeito e agendou-se uma reunião com os sindicatos para segunda feira 16-01 e outra para quinta feira 19-01, com todos os servidores da saúde e Sindicatos.
Esperamos que após a reunião de segunda entre Prefeitura, MP/RN, Judiciário e Sindicatos, na quinta feira tenhamos uma solução para o problema. 

A PREFEITURA DE CAICÓ QUER PARCELAR O SALÁRIO DE DEZEMBRO DE 2016 EM 6 VEZES.

Na última quinta feira(12-01) participamos de uma reunião no Município de Caicó-RN, com objetivo de discutir o atraso dos salários de dezembro de 2016.
A reunião foi marcada no Gabinete do Prefeito Batata, com todas as entidades sindicais com atuação no Município de Caicó, mas de uma hora para outra, sua equipe de Secretários Municipais, desmarcou a reunião no gabinete e transformou numa reunião coletiva com a Presença de todos os servidores.
O Prefeito fugiu da reunião, mas mandou uma equipe composta por Marcos Airton - Secretário Municipal de Tributação e Finanças, Pedro Rocha - Procurador Geral do Município, Tânia Maria Dantas Ramos - Controladora Geral,  Marcelo Coelho - Secretário de Planejamento e Articulação Institucional, e Alex Alexandre Dantas - Secretário municipal de Administração.
Como chegamos com 20 minutos de atraso, a reunião já havia começado e a expectativa de todos os presentes, era que a Prefeitura apresentasse uma proposta de pagamento plausível.
Nas primeiras falas da Gestão ficou claro para nós do SINDAS/RN, que não havia nenhuma intenção por parte da Gestão, de pagar os salários do dezembro em curto prazo. Na nossa opinião, houve uma tentativa reiterada do Secretário  Marcos Airton, de deixar os servidores revoltados com a ex-gestão e engolirem a desculpa que o salário atrasado não é problema da Gestão atual e pode ser pago de qualquer jeito.
A reunião estava um tumulto só, todos falavam ao mesmo tempo, estava se instalando uma arena para debater lados políticos e falar bem ou mal de ex-reitores de Caicó.
Após pedir ordem e que fosse estabelecida uma organização da mesa, foram feitas inscrições e o SINDAS/RN foi o segundo Sindicato a falar. O Presidente foi taxativo o disse que a atitude de marcar uma reunião com todos os servidores, desmarcando a reunião com os sindicatos estava errada e era um jogo para deixar todos desesperados e não resolver nada.
Disse que quando o Prefeito colocou seu nome nas urnas estava herdou o ônus e bônus da Prefeitura e a dívida dos servidores deve ser paga por ele. Sugeriu que a Prefeitura faça um empréstimo bancário, com a mesma instituição onde é paga a folha do funcionalismo. Para Cosmo só existe essa maneira de pagar de uma só vez os salários de dezembro.
Propor parcelar salário que já está atrasado é uma prova da falta de respeito que se terá com os servidores de Caicó. A Prefeitura não tentou primeiro fazer um empréstimo e o propôs parcelar a dívida em 6 vezes, porque o sacrifício seria dos servidores, quando deveria se sacrificar e contrair uma dívida junto ao banco.
Após a reunião, ficou acordado levar as propostas ao Prefeito e agendou-se uma reunião com os sindicatos para segunda feira 16-01.

Esperamos que dessa o Prefeito participe e traga uma solução melhor que parcelar a dívida em 6 vezes. 
VEJA NOSSA FALA NA REUNIÃO

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

ESCÂNDALO - TEM SERVIDOR DA PREFEITURA DE NATAL QUE GANHA ATÉ R$ 60.320,00

Após termos acesso a folha de pagamento de Natal, referente ao mês de novembro,  o Dir. de Comunicação do SINDAS/RN, Damião da Costa, fez uma planilha com os dados da folha, do maior salario para o menor.
Anteriormente havíamos vinculado no blog, que existe servidor da Prefeitura de Natal que ganha duas vezes mais do que o Prefeito Carlos Eduardo, mas nos enganamos, na verdade tem um que ganha 4 vezes mais. Trata-se de GILMAR ARAUJO DA SILVA, ENGENHEIRO da SEMOV que ganha R$ 60.320,00.
Estamos encaminhando algumas informações ao Ministério Público do RN, com objetivo de  averiguar algumas suspeitas em relação a folha.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

SINDAS/RN FOI O ÚNICO SINDICATO A TER ACESSO A FOLHA DE PAGAMENTO DE NOVEMBRO DE 2016, DE TODOS OS SERVIDORES DE NATAL-RN

Após a suspensão da greve dos agentes de saúde de Natal, o SINDAS/RN tratou de agilizar várias demandas de interesse da categoria. 
Uma delas foi se reunir com Secretário de Saúde, para discutir as pautas específicas dos agentes. Outra prioridade foi conseguir a folha de pagamento de todos os servidores da Prefeitura de Natal, a qual já está conosco e sendo avaliada.
Após temos acesso a folha de pagamento da Prefeitura de Natal, descobrimos uma grande mentira repassada na reunião com Prefeito.
Segundo a Srª Adamires da SEMPLA, a folha de pagamento de Natal custaria cerca de 100 milhões de reais, mas após temos acesso a folha, descobrimos que o valor real da folha dos servidores de Natal é de R$  54.762.542,54. 
Desse montante é descontado de todos os servidores, a importância de  R$ 12.960.062,47 de encargos.
Os salários variam de R$  724,00 que é o caso do pensionista DAMIÃO ARAUJO DE OLIVEIRA, até R$ 41.958,69, que é o caso de CARLOS SANTA ROSA DE ALBUQUERQUE da Procuradoria Geral.
Uma das coisas que chamou a atenção do nosso blog, foi o desconto no salário do Procurador, que totaliza R$ 23.871,69. O que será esse desconto e para onde vai?
Outra curiosidade é o Salário do Prefeito CARLOS EDUARDO, que totaliza  R$ 20.000,00, o que corresponde a menos da metade do salário do Procurador Geral.  
Mais alguns salários que  chamaram a nossa atenção, foram os salários dos Engenheiros da SEMOV, Sr. JOÃO MARIA DE ALMEIDA LOURENÇO (R$ 24.277,27), Sr. MÁRCIO COELHO DE MELLO LIMA (R$ 35.811,51), Sr.ª MARIA DAS GRACAS DE SOUZA (R$  33.510,73) e Sr.ª REGINA CÉLIA ARAUJO BOCAYUVA (R$ 30.225,59), ou seja, mais que o salário do Prefeito e da maioria dos servidores de nível superior, em especial, dos médicos e outros engenheiros concursados.
Diante desses super salários da SEMOV, tá explicado o porquê da "INDUSTRIA DAS MULTAS DE NATAL". 
Cada detalhe da folha de pagamento de Natal será avaliada por nós. Pretendemos, inclusive, contratar um especialista para passar o pente fino em todos os detalhes. 
Se dos R$ 100 milhões caiu para pouco mais de R$ 54 milhões, depois de um pente fino, pode cair muito mais. Não tenham dúvidas que TEM MUITA COISA A SER ESCLARECIDA.
Aguardem o próximo capítulo. 
CONFIRA A FOLHA DE PAGAMENTO DE NATAL NA ÍNTEGRA:

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

A CATEGORIA ESTÁ DE PARABÉNS – AS ALTERAÇÕES DA LEI 11.350/2006 FORAM PUBLICADAS E OS BENEFÍCIOS DOS ACE E ACS SÃO AMPLIADOS.

Hoje foi publicada a Lei nº 13.342, de 3 de  outubro de 2016, com as alterações fruto da luta da categoria em Brasília, que garantiu a derrubada dos vetos Presidenciais.
Com a alteração da Lei Federal nº 11.350/2006, os ACE e ACS de todo País, que exercem trabalho de forma habitual e permanente em condições insalubres, passaram a ter direito ao adicional de insalubridade a ser calculado sobre o vencimento ou salario base.
Nós que compomos o SINDAS/RN avaliamos mais essa conquista, como um largo passo dado na defesa dos agentes de saúde, porque com as alterações na legislação aplicada aos agentes, além de ficar garantida uma majoração no valor da insalubridade, os agentes de saúde que ainda não recebem o adicional de insalubridade terão mais subsidio de garantir o direito.
      A luta agora será para se adequar a legislação previdenciária, e com isso, se garantir a tão sonhada aposentadoria especial para ACE e ACS, que em sua maioria têm mais de 15 anos trabalhando em situação insalubre.
      Agradecemos a todas as entidades que lutaram direto e indiretamente por essa conquista, em especial, ao SINDAS/RN e a CONACS, que custearam todas as lutas e o material utilizado nas mobilizações nacionais.
   Além da grande batalha para garantir a aposentadoria especial, enfrentaremos outras batalhas, para aumentar o valor da insalubridade nos municípios que pagam sobre o Salario Mínimo Nacional, principalmente, onde os agentes tem um plano de cargos que o salário base é razoável.
        Tomando como base os R$ 1.014, 00 recebidos pla maioria dos agentes do País, a insalubridade deve ser R$ 202,80. Já numa cidade como Assú-RN, que tem plano de cargos e o salário base é R$ 1.880,00 a insalubridade deve ser R$ 376,00.
Só por esse cálculo simples, já dar para saber que a luta não será fácil, principalmente, porque onerará as prefeituras que obrigatoriamente terão que pagar essa conta.
A Lei 11.350/2006, já foi atualizada, confira: http://www.planalto.gov.br/…/_ato2004-2…/2006/lei/l11350.htm

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

SINDAS/RN PLANEJA SUAS AÇÕES PARA 2017


A Direção do SINDAS/RN estará reunida durante os dias 10, 11 e 12, para planejar todas as ações do Sindicato Dos Agentes de Saúde, para o ano de 2017, em todos os municípios onde temos filiados.
Para prestar uma assistência de excelência é preciso planejá.
Para planejar as ações de um Sindicato atuante como o SINDAS/RN, seria necessário pelo menos uma semana de planejamento.
Por causa das demandas urgentes que não podem esperar, resolvemos fazer o planejamento em 3 dias.

Durante esses três dias pedimos aos nossos associados, que entrem em contato com a secretária do SINDAS/RN nos fones: 3201-0073/ 3201-1086/ 3201-1771 ou no e-mail sindasrn@Gmail.com

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

SECRETÁRIO DE SAÚDE DE NATAL MANTEM AGENDA E SE REÚNE COM SINDAS/RN PARA DISCUTIR QUESTÕES ESPECIFICAS DOS AGENTES DE SAÚDE

Após a suspensão da greve da categoria, ocorrida no último dia 30/12, o Secretário de Saúde, Dr. Luiz Roberto deixou agendada uma reunião com SINDAS, com objetivo de discutir e encaminhar vários pontos de pauta da categoria.
A reunião ocorreu na tarde dessa quarta feira(04) das 15:30h às 19:10h e foi muito proveitosa. Iniciamos a reunião com a Chefe do DVS e Diretor do CCZ, enquanto o Secretário terminava outro compromisso, mas por volta das 16:30h a reunião continuou no Gabinete de Dr. Luiz Roberto.
Apesar da duração da reunião nem tudo pôde ser discutido, mas procuramos avançar nos principais pontos de interesse da categoria.

PONTOS DISCUTIDOS e ENCAMINHAMENTOS

1-  Fardamento 2017 e 2018:
o fardamento de 2016 já está sendo comprado, mas ficou acordado que o pedido do fardamento de 2018, será feito com a participação do SINDAS e de um engenheiro têxtil, para elaborar o pedido de compra nos moldes defendidos pelo Sindicato;

2-  Reajuste da GIDAS para R$ 300,00:
O Secretário se comprometeu agilizar o reajuste a partir de janeiro, porque já tá tudo autorizado pela SMS e foi acordado com SINDAS. Ele alertou que não poderá cumprir a promessa de ser retroativo a junho/2016 e disse que ainda irá lutar junto ao Prefeito, para que o PL seja enviado para Câmara até abertura do orçamento, com efeito retroativo a janeiro/2017);

3-  Pagamento do PMAQ: 

 O Secretário garantiu que irá pedir ao Presidente da Câmara, para dar celeridade a votação do PL, pois tem interesse que se comece pagar o mais rápido possível. Mas ele alertou: "a produção estar baixa, e por causa disso, corremos o risco de Natal criar a gratificação e em março ficar fora do PMAQ". Em março  será feita a avaliação externa pelo MS. Sobre esse assunto nos comprometemos em pedir o empenho dos agentes, em especial, no que se refere a ficha E-SUS;

4-  Pagamento da GIDAS e Insalubridade dos agentes do concurso de 2014 e reabilitados:

Sobre esse assunto o Secretário se comprometeu lutar para implantar a GIDAS dos concursados e discutirá isso amanhã(05/01) com Prefeito Carlos Eduardo. Sobre a Insalubridade, ele disse que não pode fazer muito, por é pago com recursos próprio, o que não depende dele. Sobre a GIDAS dos reabilitados, se comprometeu articular uma reunião com a Junta Médica do Município, Assessoria Jurídica e SINDAS, para achar uma solução, porque segundo ele, cada caso é um caso. Segundo o Secretário nem todos os afastamentos da função de ACE ou ACS, decorrem de problemas de saúde ligadas ao cargo ou por acidente de trabalho. Nos informou que inclusive está amadurecendo a ideia de instituir uma junta medica só para SMS;

5-  Pagamento dos salários dos ACE e ACS até o fim do mês:

O Secretário de Saúde determinou que fosse feito o impacto financeiro de quanto o Município complementa para pagar aos ACE e ACS e irá apresentar amanhã ao Prefeito. Ele concordou com os argumentos do SINDAS/RN e garantiu que defenderá na reunião com Prefeito, que o salário dos agentes seja pago antes do fim do mês, porque a Prefeitura só precisa complementar a folha com cerca de R$ 417.634. Esses impactos foram apresentados ao SINDAS/RN e serão avaliados, pois numa avaliação prévia detectamos que são usados menos recursos próprios do que foi apontado; 
VEJA OS IMPACTOS
6-  Saúde do Trabalhador e questões relacionadas aos agentes com processo de reabilitação ou readaptação funcional:

O Secretário se comprometeu buscar uma saída junto a Junta da SEMAD ou criar a própria junta, para dar celeridade aos casos dos servidores com problema de saúde e que precisam desempenhar outras atividades compatíveis com seu problema de saúde. Ele concordou conosco, que não tem como botar os servidor em outra função sem o respaldo de médico competente(junta), visto que, da mesma forma que pode ajudar, também pode piorar a situação do servidor.

Além dos pontos acima elencados, também discutimos com Secretário, o problema dos agentes estarem fazendo receita e os médicos só assinarem; uma questão de prática de  assédio moral coletivo em uma USF do Distrito Oeste e outro de conduta anti-sindical, contra uma diretora do SINDAS; aquisição dos crachás para os ACS; condições de trabalho e higiene para os agentes das UBV; possibilidade dos ACE e ACS reabilitados por longos períodos exercer função de administrador ou diretor de unidades de saúde,as várias denúncias que estão chegando na SMS sobre agentes que não trabalham ou estão fazendo falsos registros de produção.

Todos os pontos de reivindicações que carecem de providências, por parte  do Secretário, ficou acordado que o SINDAS provocará ele oficialmente e ele adotará as medidas, em especial, sobre a proibição de ACS fazerem ou passarem a limpo receitas, porque isso é função do medico. 
O Secretário emitirá uma normativa proibindo e quem persistir no erro responderá administrativamente.

Os próximos meses serão de muita luta para assegurarmos todas as conquistas, no que depender do SINDAS nada passará de março e o que passar sera retroativo a janeiro de 2017. Não abrimos mão. 


IMAGENS: CARLOS ALEXANDRE

VEJA O PORQUÊ  O SECRETÁRIO ALEGA QUE NATAL PODE PERDER O PMAQ 
As planilhas a seguir, apontam a cobertura de cada equipe de estrategia de saúde da família de Natal. 

O resultado da avaliação de algumas equipes, apontam desempenho negativa de algumas equipes. Essa negatividade,  Segundo o Secretário, poderá implicar na perda dos recursos do PMAQ. 

Isso nós não poderemos deixar que aconteça, principalmente agora, que o SINDAS garantiu que teremos celeridade na votação do projeto de lei do PMAQ, e todos da equipe contemplada com PMAQ, após aprovada a lei na Câmara passarão a receber 40% do valor total como gratificação.

Em se tratando da categoria dos ACS, na qualidade de represente da categoria, peço empenho máximo de todos os agentes envolvidos, só assim teremos autonomia de barganhar as melhorias que a categoria merece e evitar perder os recursos do PMAQ. Devemos lembrar que sem recursos não haverá gratificação pra ninguém. Perderá o Município e todos os Servidores envolvidos.

sábado, 31 de dezembro de 2016

FELIZ 2017 A TODOS OS LEITORES DO BLOG

Recebi um link de um amigo, que contem as 100 fotos eleitas como as melhores do ano de 2016. Daí me passou na cabeça, criar um slide e passar uma mensagem de fim de ano. Pode até não ter ficado 100%, porque meu computador tem deixado a desejar, mas quero oferecer o resultado final a todos vocês de coração o meu coração.

SOBRE 2017 PARA VOCÊ, ASSIM DIZ O SENHOR:
“Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês', diz o Senhor, 'planos de fazê-los prosperar e não de causar dano, planos de dar a vocês esperança e um futuro”.

Jeremias 29:11

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

NA MANHÃ DESSA QUINTA FEIRA OS AGENTES DE SAÚDE DE NATAL-RN DECIDIRAM SUSPENDER A GREVE POR 10 DIAS.

Após o movimento grevista do último dia 28/12, os agentes de saúde cobraram do SINDAS/RN, que fizesse uma assembleia específica da categoria, porque vários agentes  já haviam decidido voltar ao trabalho.
Cerca de 60 agentes que entraram pelo último concurso, estavam temerosos de continuar em greve, visto que,  o 13º e o salário de novembro foram pagos e dezembro ainda não pode ser considerado atrasado.  
Durante a reunião com o Prefeito Carlos Eduardo, realizada dia 21/12, foi dito por ele que a Prefeitura devia apenas o mês de novembro e que dezembro não estava atrasado, só poderia ser considerado atrasado a partir do 5º dia útil de janeiro.
Durante a  audiência pública realizada na Câmara Municipal dia 27/12, foi afirmado pela Secretária de Administração da Prefeitura, que a decisão do juiz de 1º Grau,  que obrigava a Prefeitura cumprir a lei orgânica e pagar os salários até o fim de cada mês, foi revogada pela decisão tomada pelo Pleno do Tribunal de Justiça, que decidiu que a Prefeitura de Natal pode pagar os salários até o 5 dia útil do mês subsequente.  
Diante do risco da categoria voltar ao trabalho e fragilizar o movimento atual e os futuros, considerando que o pagamento do MÊS DE DEZEMBRO NÃO ESTÁ EM ATRASO, e considerando que o décimo terceiro salário já foi adimplido, acionamos a Assessoria jurídica do SINDAS/RN, para se posicionar em relação aos riscos de continuar a greve, bem como, sobre o processo mencionado pela Prefeitura de Natal.  
Esse foi o entendimento da assessoria jurídica do SINDAS/RN, por meio do Advogado André galhardo:

“No meu entendimento, nesta data, caso a prefeitura já tenha pago novembro e o 13º, o Município está quitado, tendo em vista que eles conseguiram derrubar a liminar do SINSENAT no Agravo de Instrumento nº 2016.002200-5 e também derrubaram uma liminar do SINDSAUDE (proc nº 081178-45.2016.8.20.5001) através do Agravo de Instrumento nº 2016.002200-5. Existe ainda um processo de nº 0849484-92.2016.8.20.5001 da Associação dos Procuradores e Consultores Jurídicos do Município de Natal – APROCONAT, também querendo o pagamento em dia, na qual foi deferida liminar para pagamento até o 5º dia útil, sob pena de bloqueio judicial, ou seja, os próprios procuradores do Município, que são os advogados da Prefeitura estão entrando judicialmente contra o órgão. Voltando a nosso caso específico, até que esses agravos tenham o mérito julgado ou que saia nova liminar eles não estão "obrigados" pela Justiça a  pagar até o último dia útil, ou seja, a greve deve ser interrompida porque eles estão amparados para pagarem, pelo menos, até o 5º dia útil, inexistindo, portanto, atraso nos pagamentos, caso tenham quitado novembro e o 13º.  Após o 5º dia útil, caso não ocorra o pagamento poderemos efetivar nova greve e novas ações. Resumidamente, entendo que a greve deve ser paralisada neste momento, pois com o pagamento de novembro e do 13º eles não estão mais inadimplentes, tendo em vista que dezembro ainda não venceu”.

Diante de todos os fatos e levando em consideração a nossa responsabilidade quando se trata de greve, convocamos a assembleia para expor e ao final deliberar pela continuidade da greve ou pela suspensão provisória.
Após expormos todos os fatos, foi passada a palavra para categoria tirar suas dúvidas e expor seu ponto de vista. Após esgotados todos os questionamentos e ninguém se inscrever pra falar, foram colocadas em votação duas propostas:  

1ª- Continuar a greve por tempo indeterminado, independente do que aconteça;
2º- Suspender a greve até o dia 9/01/2017, com algumas condições, e caso dia 09/10 o pagamento de dezembro não amanheça nas contas, dia 10/10/2017 a greve ser retomada, com uma grande atividade na Secretaria Municipal de Saúde de Natal.
Com quatro votos contrários a categoria decidiu pela suspensão da greve até o dia 09/12/2016, com as seguintes condicionantes:
1)  Abono integral de todas as faltas decorrentes de assembleias, movimentos grevistas e impossibilidade de trabalhar, por causa da falta de vale transporte e de salário, no período de 13/12/2016 ao dia 30/12/2016, tudo mediante apresentação de listas de presença, declaração do SINDAS/RN ou documento formal da entidade de classe;
2)  Que não sejam descontados os auxílios alimentação dos dias abonados;
3)  Que seja agendada uma reunião para o inicio de janeiro de 2017, com objetivo de discutir os pontos de pauta específicos da categoria, em especial, as questões referentes aos agentes concursados, reajuste da GIDAS etc;
4)  Que a Gestão Municipal, por meio dos Gerentes, Diretores, Administradores e Supervisores do PMCD, se abstenham de ameaçar ou perseguir os grevistas.

Durante a assembleia, nos comprometemos com a categoria, que até às 10h da sexta feira (30), teríamos um posicionamento do Secretário de Saúde, sobre as condicionantes para a suspensão da greve.
Após o término da assembleia, oficializamos o posicionamento tomado pela categoria. Considerando que amanhã será ponto facultativo, pedimos ao Secretário que desse celeridade na resposta, do contrário, a greve não seria sequer suspensa.
Às 16:30h e às 16:44h, foram protocolados respectivamente dois ofícios, um para o Chefe do Executivo Municipal e outro para Secretário Municipal de Saúde de Natal.
Por volta das 17:30h recebemos a resposta do Secretário de Saúde, acatando integralmente as condicionantes para suspensão da greve e marcando uma rodada de negociação, para o dia 04/01/2017.
Esperamos que no dia da reunião, a SMS já tenha uma definição sobre o pagamento em dia dos salários dos ACE e ACS, com base nos recursos federais, bem como, aponte prazo para resolução de vários pontos de pauta da categoria, em especial, reajuste da GIDAS, pagamento do PMAQ os direitos dos Agentes do ultimo concurso.
Acreditamos e temos fé em Deus, que não será necessário retomarmos a greve e que os pontos de pauta da categoria dos agentes de saúde serão atendidos.
OFÍCIO AO PREFEITO E SECRETÁRIO DE SAÚDE DE NATAL
 RESPOSTA DO SECRETÁRIO