DEIXE SEU RECADO





quarta-feira, 23 de julho de 2014

DIA 31/07/2014 SERÁ A DATA DA SENTENÇA QUE PROIBIRÁ O SINDSAÚDE DE SE METER COM OS AGENTES DE SAÚDE DO RN

HOJE FOI A AUDIÊNCIA FINAL DO PROCESSO DO SINDAS CONTRA O SINDSAÚDE

O Ministério Público do trabalho já havia se manifestado favoravelmente ao SINDAS, solicitando do o Juiz que julgue favorável todos os pedidos do SINDAS contra o SINDSAÚDE, entre eles, o estabelecimento de uma multa de R$ 10.000,00 por cada ato de intromissão do SINDSAÚDE na representação dos agentes de saúde em todo RN.
Hoje à tarde teve a última audiência, apenas para finalizar o processo. O Juiz marcou para 31/07/2014, a data da publicação da sentença, que proibirá de vez o SINDSAÚDE de interferir na base de representação do SINDAS.
Nas audiências anteriores, foram para as audiências vários diretores do SINDSAÚDE e alguns agentes de saúde alienados. Fizeram questão de bater fotos e de publicar a matéria do processo existente. Chegaram ao ponto de informar aos agentes de saúde que o juiz iria decidir se o SINDSAÚDE poderia ou não representar os agentes, quando sabiam desde o início que a finalidade do processo não era definir quem represente os agentes, e sim, proibir quem não represente de se meter na base do SINDAS.
Hoje na audiência um fato curiosos, ao pedirmos permissão ao juiz para fotografar a audiência e depois dele autorizar, os membros do SINDSAÚDE e o advogado questionaram e pediram para constar em ata que não autorizavam publicar a imagem deles. O Juiz negou o pedido e pediu apenas pra não publicamos a parte das imagens que pega 2 diretores do SINDSAÚDE e o advogado.
Por que será que não permitiram publicar as imagens? Será que porque já sabem que perderam a ação? Porque não levaram os agentes que foram das outras vezes?

 Enfim dia 31/07/2014 teremos uma sentença definitiva, que dará um basta de uma vez por todas nas interferências do SINDSAÚDE.
IMAGENS: CARLOS ALEXANDRE

CONCURSO PARA AGENTES DE SAÚDE DE NATAL

O SINDAS ESTÁ AGILIZANDO PARCERIAS COM CURSINHOS, PARA AJUDAR OS TEMPORÁRIOS A SE PREPARAREM PARA O CONCURSO.

Avisamos a todos os filiados do SINDAS que fazem parte do grupo de agentes temporários, que o SINDAS/RN está agilizando um convênio com pelo menos dois cursinhos preparatórios, para os agentes da antiga ITCI filiados ao SINDAS.
Nos comprometemos com todos, que iriamos fazer de tudo para que a prova objetiva fosse composta, na sua maioria de questões específicas da área de atuação dos agentes.
De fato conseguimos, pois 50% da prova será composta de questões especificas da área de atuação odos agentes. Nos comprometemos também, em fazer convênio com cursinhos, para assegurar um desconto para os agentes se prepararem.
Desde o dia que o edital foi publicado, corremos atrás e muito antes dos cursinhos saberem do concurso o SINDAS começou contatá-los, o que despertou o interesse de muitos cursinhos.
Estamos com 3 cursinhos em vista: O IAP CURSOS, o QUI e o Alfa. Até sexta feira o QI nos passará o valor do desconto para os nossos associados, o Alfa amanhã e o IAP onde nos reunimos diretamente com proprietário, já lançou seus preços para o público em geral, mas só amanhã nos passará qual será o preço  para os filiados que encaminharmos.
Pretendemos fechar uma parceria com mais de um cursinho, por que pelos preços de mercado cada agente optará pelo que couber no bolso. Mas alertamos, nesse tipo de situação a qualidade do cursinho conta muito, mesmo que custe um pouco mais caro, afinal será um investimento para um importante projeto de vida(o ingresso no serviçoi público).
Quando fecharmos as parcerias publicaremos os valores do pacote. Os agentes filiados ao SINDAS deverão nos procurar  para pegar um documento, o qual será apresentado no ato da inscrição, o que dará direito ao desconto.

ATENÇÃO: Se por ventura existir algum temporário que não é filiado ao SINDAS, não poderá usufruir do benefício do desconto, pois o documento a ser emitido pelo SINDAS deverá conter todos os dados do filiado, em papel timbrado e assinado e carimbado pelo presidente da entidade.

VEJA ABAIXO O PREÇO DO CURSINHO DO IAP, DIVULGADO AO PÚBLICO EM GERAL, SEM O DESCONTO QUE IREMOS CONSEGUIR.


MAIS UMA VITÓRIA DO SINDAS EM PARNAMIRIM

Piso salarial dos agentes de Parnamirim será pago a partir de agosto, depois que a categoria tirou  o indicativo de greve e exigiu seus direitos.
Inicialmente cobrávamos o pagamento da portaria 314/2014 como salário base, mas para facilitar a vida dos agentes coincidiu com a publicação do piso nacional, objeto da Lei 12.994/2014.
Foi graças a articulação do SINDAS com o Presidente da Câmara Federal que o piso foi pautado para dia 07 de maio de 2014. Depois do exemplo que a Câmara deu aprovando o piso por unanimidade, o Senado não poderia fazer diferente, e portanto, aprovou também por unanimidade.

terça-feira, 22 de julho de 2014

SINDAS PODERÁ PUXAR INDICATIVO DE GREVE EM CAICÓ, SE O PISO DOS AGENTES COMUNITÁRIOS E DE ENDEMIAS NÃO FOR PAGO NOS VENCIMENTOS DE AGOSTO DE 2014.

SINDAS PODERÁ PUXAR INDICATIVO DE GREVE EM CAICÓ SE PISO DOS AGENTES COMUNITÁRIOS E DE ENDEMIAS NÃO FOR PAGO NOS VENCIMENTOS DE AGOSTO DE 2014.

A Lei Federal nº 12.994/2014, que estabeleceu o piso salarial de R$ 1.014,00 para os agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias, entrou em vigor dia 18 de junho de 2014, quando foi publicada no Diário Oficial da União.
Com os fundamentos na legislação do piso nacional dos agentes, protocolamos na Prefeitura de Caicó o ofício nº 129 datado de 22 de junho de 2014, pleiteando a implantação do piso da categoria a partir de 18/06/2014, bem como, que a matriz salarial dos agentes no plano de carreiras fosse corrigida.
Oficialmente a Prefeitura não emitiu nenhuma resposta, mas em diálogos com Prefeito Roberto Germano, foi informado que o pedido do SINDAS estava sendo analisado com cautela, por que o fato dos agentes que estavam desviados de função não estarem cadastrados no CNES, causará um impacto financeiro com piso salarial que será adimplido a mais de 40 ACS com recursos próprios.
O Prefeito nos informou ainda, que a recomendação Ministerial é para que todos os agentes em desvio de função retornem as suas atividades de ACS, com isso, o piso deverá se estender a todos, mesmo sem repasse do MS.
Soubemos extraoficialmente, que depois que o SINDAS enviou a solicitação de cumprimento do piso aos Municípios, muitos prefeitos se reuniram e pactuaram implantar o piso dos agentes a partir de agosto de 2014. Como a implantação do piso dos agentes a partir de agosto ainda não foi oficializado pelo Município de Caicó, não podemos ter falsas expectativas e relaxar. Pelo contrário, devemos estar mobilizados, unidos e organizados, para quem sabe, deflagrar uma greve se for necessário.
Além do piso nacional, outro ponto que não abriremos mão, é do pagamento de uma gratificação com recursos do Programa de Melhoria do Acesso a Qualidade da Atenção Básica – PMAQ-AB, pois desde o ano passado pleiteamos que fosse enviada à Câmara, a proposta de criação de uma lei, regulamentando o pagamento de um incentivo financeiro para todos os profissionais da equipe ESF comtempladas com o PMAQ. Sobre esse ponto de pauta, o SINDAS protocolou um projeto de lei, o qual até a presente data não foi submetido ao crivo do Legislativo Municipal de Caicó.
Da data que o SINDAS propôs o projeto de lei até hoje, a Prefeitura recebeu de PMAQ as seguintes quantias: R$ 10.200,00 em de janeiro de 2014, R$ 20.400,00 no mês de fevereiro de 2014, R$ 33.200,00 em abril de 2014, R$ 10.200,00 em maio e R$ 60.700,00 em junho de 2014.
Justificamos para o Prefeito que a criação de um incentivo a ser pago com recursos do PMAQ, garantirá a manutenção dos repasses, vez que, o atingimento dos indicadores preconizados pelo Ministério da Saúde é a garantia da manutenção do Programa. Uma vez não contemplados com uma fatia desses recursos, os servidores não se empenharão para atingir as metas do Programa e, consequentemente, poderá haver a perda total ou parcial de mais esse benefício financeiro repassado pelo Ministério da Saúde.
Na próxima semana nos faremos presentes em Caicó, para buscar respostas do Prefeito. Caso não seja oficializada a data a partir da qual será implantado o piso dos agentes, publicaremos um edital convocando os ACE e ACS, para aprovar um indicativo de greve em assembleia da categoria.
Sabemos que a Prefeitura precisa fazer algumas adequações na legislação e até mesmo financeira, mas não podemos permanecer aguardando uma resposta da Municipalidade, por um prazo desarrazoado, por que quando não se tem respostas, a categoria tem o direito de se mobilizar de forma organizada e, inclusive, entrar em greve, o que esperamos que não seja necessário, mas diálogo também tem limites.                   
FONTE: BLOG DO SINDAS/RN

segunda-feira, 21 de julho de 2014

PUBLICADO EDITAL DO CONCURSO DE AGENTES COMUNITÁRIO E DE ENDEMIAS DE NATAL-RN

Agora é oficial, concurso para agentes de saúde de Natal. Cada minuto vale ouro e todos devem se preparar, pois vai ser bastante concorrido.
O concurso para agentes comunitários e de endemias de natal. Realização das provas dia 21/09/2014. valor da inscrição R$ 50,00.

Escolaridade: Nível fundamental, com 12 questões de português, 08 de informática e 20 de conhecimento especifica de ACE e ACS.

2.1. CARGOS DE NÍVEL FUNDAMENTAL
REMUNERAÇÃO: R$ 1.027,21 corresponde ao Vencimento Básico, podendo ser acrescido de vantagens, benefícios e adicionais previstos na legislação. CARGA HORÁRIA: 40 Horas Semanais, divididas em dois turnos diários de 4 horas.
TAXA DE INSCRIÇÃO: R$ 50,00 (cinquenta reais)

2.1.2. CARGO: AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE- Código 101 Nº DE VAGAS: 331

REQUISITOS: Ensino Fundamental Completo.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DE ATIVIDADES: Utilizar instrumentos para diagnóstico demográfico e sociocultural da comunidade de sua atuação; executar atividades de educação para a saúde individual e coletiva; o registrar, para controle das ações de saúde, nascimentos, óbitos, doenças e outros agravos à saúde; estimular à participação da comunidade nas políticas públicas como 
estratégia da conquista de qualidade de vida; realizar visitas domiciliares periódicas para monitoramento de situações de risco à família; participar de ações que fortaleçam os elos entre o setor saúde e outras políticas públicas que promovam a qualidade de vida.

2.1.1. CARGO: AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS - Código 102 Nº DE VAGAS: 265

REQUISITOS: Ensino Fundamental Completo.
DESCRIÇÃO SUMÁRIA DE ATIVIDADES: atualizar o cadastro de imóveis, por intermédio do reconhecimento geográfico, e o cadastro de Pontos Estratégicos (PE); realizar a pesquisa larvária em imóveis, para levantamento de índices e descobrimento de focos, bem como em armadilhas e em PE, conforme orientação técnica; identificar criadouros contendo formas imaturas do mosquito; orientar moradores e responsáveis para a eliminação e/ou proteção de possíveis criadouros; executar a aplicação focal e residual, quando indicado, como medida complementar ao controle mecânico, aplicando os larvicidas indicados, conforme orientação técnica; registrar nos formulários específicos, de forma correta e completa, as informações referentes às atividades executadas; vistoriar e tratar os imóveis cadastrados e informados pelo ACS que necessitem do uso de larvicidas, bem como vistoriar depósitos de difícil acesso informado pelo ACS; encaminhar os casos suspeitos de dengue a unidade de Atenção Primaria em Saúde, de acordo com as orientações da Secretaria Municipal de Saúde; atuar junto aos domicílios, informando os seus moradores sobre a doença, seus 
sintomas e riscos, o agente transmissor e medidas de prevenção; promover reuniões com a comunidade com o objetivo de mobilizá-la para as ações de prevenção e controle da dengue, sempre que possível em conjunto com a equipe de APS da sua área; reunir-se 
sistematicamente com a equipe de Atenção Primaria em Saúde, para trocar informações sobre febris suspeitos de dengue, a evolução dos índices de infestação por Aedes aegypti da área de abrangência, os índices de pendências e as medidas que estão sendo, ou deverão ser, adotadas para melhorar a situação; comunicar ao supervisor os obstáculos para a execução de sua rotina de trabalho, durante as visitas domiciliares; registrar, sistematicamente, as ações realizadas nos formulários apropriados, conforme já referido, com o objetivo de alimentar o sistema de informações vetoriais.

8. DAS PROVAS OBJETIVAS
8.1. Os candidatos aos cargos de Agente Comunitário de Saúde e de Agente de Combate às Endemias (códigos 101 e 102) farão provas, de caráter eliminatório e classificatório, de acordo com o quadro do subitem 8.1.1.
8.1.1 Quadro de Provas
veja o edital completo clicando AQUI

domingo, 20 de julho de 2014

ESCLARECIMENTOS SOBRE TERMO DE COMPROMISSO DE PAGAR OS DIAS DE GREVE

Caros companheiros e companheiras ACE e ACS de Natal, que participaram da última greve, vimos fazer alguns esclarecimentos a respeito das calúnias disseminadas nas unidades de saúde de Natal, dando conta de que SINDAS, SINSENAT e Sindicato dos Odontólogos fecharam um acordo com a SMS, para os servidores pagarem os dias de greve aos sábados.
Não existe nenhum acordo nesse sentido. Na última Mesa de Negociação Permanente do SUS - da qual o SINDSAÚDE não participou porque não quis -, foi anunciado pela gestão, que as faltas já descontadas não seriam devolvidas, salvo se os servidores se comprometessem a pagar os dias de greve.
Foi informado ainda, que para poder receber os dias descontados, os servidores teriam que assinar um termo de compromisso. Aberta a discussão na mesa, o SINDAS e SINSENAT concordaram que os grevistas que não permaneceram em greve depois dia 26/06, fossem isentados de pagar os dias.
Para que os servidores que ficaram em greve depois do dia 26/05 não fossem prejudicados, os sindicatos concordaram com a proposta do Sindicato dos Odontólogos, de primeiro devolver dos dias descontados e depois discutir uma compensação dos dias, já que todos seriam prejudicados se a devolução não ocorresse.
Foi anunciada oficialmente, a determinação do Prefeito de Natal de cortar o ponto dos servidores que continuaram em greve a partir do dia 23 de maio. Depois do anúncio e por causa dos avanços nas negociações da data base, o SINSENAT e o SINDAS acabaram a greve dia 23/06/2014.
O SINDAS realizou apenas uma assembleia dia 26/05/14, mas voltou todos ao trabalho, ausentando-se do campo apenas, para participar das vigílias da votação na Câmara.
No nosso caso só foi aceita a justificativa de que não estávamos mais em greve depois do dia 23/05, por que falamos diretamente com Chefe de Gabinete e explicamos os nossos motivos. Só assim ele garantiu o abono integral das faltas. 
Os sindicatos que acabaram a greve até o dia 26 de maio, tiveram a garantia que não seriam descontados os dias de greve, mas por causa da continuidade da greve do SINDSAÚDE, no fechamento da folha não distinguiram quem estava em greve, de que participou apenas das vigílias na Câmara, e colocaram algumas faltas nos agentes e demais servidores.
Mesmo sem a presença do SINDSAÚDE, na mesa SUS foi discutido que era justo devolver os dias descontados, inclusive, para os que permaneceram em greve depois do dia 26/05/14, mas a SMS não abril mão. Sabendo que a única saída, pra que os servidores não ficassem sem salário, seria a compensação dos dias, SINDSAÚDE não participou da reunião, mesmo tendo sido avidado com antecedência. Tudo foi proposital, por que eles já se sabiam que a Prefeitura não iria devolver os dias da greve.
Como foi anunciado pela Prefeitura que os descontos de quem permaneceu em greve depois do dia 23/05/2014, só seriam devolvidos com a condição de discutir a compensação dos dias parados, os sindicatos presentes na reunião concordaram com a devolução, mediante posterior discussão de compensação dos dias, se não, nem a devolução seria feita e os servidores ficariam sem salários.
Depois de fugir da mesa SUS, o SINDSAÚDE passou a jogar os servidores contra a gestão e contra a mesa SUS, e tenta jogar a responsabilidade da continuidade de uma greve irresponsável, encima dos sindicatos que não tem culpa alguma. Pelo contrário, se não fosse à proposta do Sindicato dos Odontólogos, apoiada pelos demais sindicatos, nem seria feita a devolução e nem haveria a possibilidade de discussão de compensação dos dias. Onde estava eles nesse momento crucial?
ATENÇÃO AGENTES DE SAÚDE: Não temos nenhuma responsabilidade pelos prejuízos de quem permaneceu em greve depois do dia 23/05/2014. Orientamos a todos que participaram da greve do SINDAS que não assinem nenhum termo de compromisso para pagar dias de greve, por que voltamos ao trabalho dia 26/05/2014. Mesmo que a direção do posto afirme que é pra assinar não assinem.
O termo de compromisso é para quem permaneceu em greve depois do dia 26/05/2014, o que não é o caso do SINDAS.
Quem teve falta por estar em greve depois da data acima, que procure seu sindicato para saber como irá receber os dias descontados se não assinar o termo de compromisso de compensar os dias de greve.
Nós do SINDAS depois das calúnias lentadas não assinaremos nenhum documento da SMS, mesmo que seja pra ajudar quem permaneceu em greve.

 Não temos responsabilidade pela greve dos outros e já que acusaram injustamente o SINDAS, SINSENAT e o SOERN de prejudicar os servidores, quando na verdade ajudamos a garantir a devolução do que foi descontado, agora que procurem resolver com a secretaria. Cada um que assuma sua responsabilidade e não fuja das reuniões propositadamente, para jogar a culpa nos outros. 
FONTE:  BLOG DO SINDAS/RN

sábado, 19 de julho de 2014

PAGAMENTO DOS 30 DiAS DOS TEMPORÁRIOS ESTÁ NO SETOR DE EXECUÇÃO FINANCEIRA

No final dessa semana, o processo do pagamento dos 30 dias dos temporários voltou novamente porque faltou a assinatura em uma das paginas, do diretor do CCZ e de Sergio Ernane que estava de férias. Falamos com os dois foram pessoalmente na SMS e assinaram as pendencias.
O processo agora está no setor de execução financeira, se não tiver nenhum problema, será pago em breve. Assim que for solicitada a liberação dos recursos financeiros da SEMPLA nos faremos presentes naquela secretaria para pedir agilidade., mas a Sr. Aguida do setor de pagamento da SMS já se comprometeu em agilizar o pagamento.
Agora é só esperar e torcer que saia o mais rápido possível.

DIA CORRIDO NESSA SEXTA FEIRA 18-07-2014

LAGOA SALGADA

Na manhã de ontem as 9:00h nos reunimos com os ACE e ACS de Lagoa Salgada para discutir os encaminhamentos de alguns pedidos que faremos a atual gestão, bem como, discutimos a possibilidade de decretar greve em caso de não atendimento da pauta.
Entre os pontos de reivindicações estão: fardamento e EPI, fornecimento de material de trabalho e pagamento do piso nacional.
BAIA FORMOSA
No final da manhã fomos ao município de Baia Formosa para se reunir com os agentes e logo em seguida seguimos para Prefeitura. Apesar do Prefeito se encontrar na sede da Prefeitura, marcou uma reunião para as 14:30h. Ele pensava que iriamos desistir, mas só saímos da Prefeitura depois com que fomos atendidos pelo Prefeito.
Há cerca de 3 meses comparecemos no município e propomos uma minuta de projeto de lei para mudar o regime dos agentes de CLT para estatutário, mas o Prefeito ficou de avaliar o PL e mandar pra câmara e não cumpriu com a palavra. Além do tema da mudança de regime, à época discutimos o pagamento da portaria como salário base e o Prefeito se comprometeu em pagar o piso só quando fosse regulamentado.
Agora cobramos do Prefeito o porquê não foi enviado para câmara a mudança de regime e porquê ele ainda não pagou o piso salarial dos agentes.
O Prefeito evasivo e sem compromisso com os agentes, deu como desculpa que não enviou a mudança de regime para câmara por que estava aguardando o piso ser regulamentado para fazer tudo junto. Questionado por nós, que desde fevereiro ele poderia estar economizando com FGTS se tivesse mudado o regime dos agentes, ele disse que pagar um pouco mais por alguns meses não era problema.
Sobre o piso dos agentes ele disse que recebeu a solicitação do SINDAS, mas aguarda uma análise da assessoria jurídica, em especial sobre uma suposta regulamentação do pios por decreto.
Dissemos ao Prefeito que o piso da categoria não carece de regulamentação, por que já virou lei e que o que depende de regulamento da união é uma gratificação criada pela Lei 12.994/2014. Alertamos o Prefeito que o pagamento do piso deve ser feito o mais rápido possível e que o pagamento dos R$ 1.014,00 não exclui as demais vantagens, que devem permanecer no contracheque dos agentes.
A categoria decidiu que irá reiterar o pedido e dar um prazo, caso não seja atendida discutirá a possibilidade de deflagrar greve por tempo indeterminado.
A preocupação do SINDAS na ultima reunião, foi que o posicionamento do Prefeito de Baia Formosa poderá contaminar os demais Prefeitos do RN, por que ele é atualmente Presidente da Federação dos Municípios do RN, que defende os interesses dos gestores.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

AGENTES DE PARAZINHO APROVAM INDICATIVO DE GREVE E DÃO PRAZO AO GESTOR

Na manhã desta quarta-feira, os agentes de saúde de Parazinho aprovaram indicativo de greve para o dia 24 de julho de 2014. Entre os pontos que compõem a pauta estão o cumprimento do piso nacional, o pagamento do PMAQ, fornecimento de bloqueadores solar e labial e pagamento do retroativo do reajuste conseguido pelo SINDAS em março desse ano.

     Amanhã o prefeito será notificado e passará o prazo de 72h uteis para voltarmos a reunir os agentes para deliberar se entrarão em greve. Se ocorrer negociação nesse intervalo de tempo e as coisas fluírem como ocorreu em Taipu, poderá não haver greve, mas se a Prefeitura não atender as reivindicações da categoria, infelizmente a greve será deflagrada.
Imagens: Carlos Alexandre

AGENTES DE TAIPU-RN DECIDEM SUSPENDER INDICATIVO DE GREVE

No dia 16/07 os agentes de Taipu-RN decidiram aprovar o indicativo de greve em assembleia convocada pelo SINDAS/RN. No mesmo dia o Prefeito solicitou a presença do sindicato para uma reunião e ficou de dar uma resposta por escrito a todos os pontos de pauta do edital de convocação da assembleia que aprovou o indicativo.
A categoria voltou a se reunir hoje para discutir a resposta apresentada pela Prefeitura, e depois de um longo debate, decidiu suspender o indicativo de greve provisoriamente, até que sejam cumpridos os pontos de pauta apresentados na resposta da Prefeitura, em especial o piso salarial, a entrega dos bloqueadores solar e labial e o restante dos fardamentos.

 
IMAGENS: CARLOS ALEXANDRE

terça-feira, 15 de julho de 2014

SINDAS CONSEGUE APROVAÇÃO DE LEI QUE PROIBE ASSÉDIO MORAL NA PREFEITURA DE PARNAMIRIM

O projeto de lei que foi apresentado pelo SINDAS ao Presidente da Câmara Rossano Taveira, que versa sobre a proibição da prática de assédio moral, foi votado ontem e aprovado por unanimidade.
O projeto de lei será votado hoje em segunda discussão e como não é uma matéria menos importante do que pautas salariais, convocamos os agentes pra se fazerem presentes a partir das 17:30h na Câmara de vereadores de Parnamirim.
Ontem mesmo tendo sido convocados, só compareceram poucas pessoas, o que nos deixa tristes, por que segundo histórico de assédio moral no município envolvendo agente, ultrapassar mais de 50 agentes. Pelo menos os agentes que já foram vítima desse mal deveriam estar presentes. Lamentamos que na hora que são assediados procurem o SINDAS desesperados, mas na hora de fazer frente na Câmara pela a aprovação não deram as caras.


sábado, 12 de julho de 2014

PARTICIPAMOS NO ÚLTIMO DIA DEZ DE JULHO, DA REUNIÃO QUE IRÁ PROPOR ALTERAÇÕES NA LEGISLAÇÃO PREVIDENCIÁRIA DE NATAL.

A participação do SINDAS nessa comissão é de suma importância, tanto para os servidores agentes de saúde, por que temos tantas mudanças na legislação e situações atípicas que envolvem os agentes, que só quem conhece de perto a história da categoria, poderá garantir as mudanças favoráveis a todos.
Os principais pontos a serem discutidos, são desconto de previdência sobre as gratificações e adicional de insalubridade, manutenção de vantagens que ao aposentar-se são retirados, entre outras alterações que visam beneficiar o servidor que fica doente ou se apesenta.

Os agentes de saúde podem ter a garantia, que o que depender do SINDAS nessa comissão, será feito o melhor.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO FOI FAVORÁVEL AO SINDAS-RN E CONTRA SINDSAÚDE

Ministério público do trabalho emite parecer e ratifica o que o SINDAS já sabia, ou seja, que o SINDAS é quem representa os agentes de todo Estado e que o SINDSAUDE não pode se meter na nossa base de representação.
Esse parecer vale também para qualquer outro sindicato que ousar se meter na nossa base de atuação. Próxima semana ingressaremos com uma relação contra o SINDICATO Municipal de Caicó e de Acari, que estão cometendo a mesma ilegalidade que  o SINDSAÚDE persistia e tivemos que entrar na justiça, por que interferia nos nossos trabalhos.
Dia 23 de julho o juiz emitirá a sentença, e daí por diante qualquer ato de intromissão do SINDSAUDE poderá custar 10.000,00 de multa.


PAGAMENTO DOS TRINTA DIAS DOS AGENTES TEMPORÁRIOS

PAGAMENTO DOS TRINTA DIAS DOS AGENTES TEMPORÁRIOS

Caros companheiros o processo que abrimos para pagamento dos agentes temporárias encontra-se atualmente com mais de 1.100 paginas. Não foi a toa que demorou tanto chegar na fase final.
Felizmente  nós acompanhamos de perto, inclusive, quando já estava na fase final para ir para os setores de pagamento, detectamos que tinha um erro grave, que era o valor previsto para cada um receber.
A previsão de pagamento não incluía a insalubridade, o auxílio  alimentação e nem os vales transportes, por isso há cerca de 3 semanas fizemos com que o processo retornasse para os cálculos serem feitos corretamente.  Após os cálculos feitos corretamente, temos a tranquilidade de ver cada um receber o que é seu de direito.
O processo correu por todos os setores administrativos, parando em uns andando em outros, mas sempre andando. Monitoramos o tempo todo e agora na reta final depois de tudo pronto, ainda contamos com reforço extra de um dos interessados, o ACE Tonelada, que foi algumas vezes na SMS. A cerca de 3 dias ele informou para alguns agentes que o dinheiro sairia dia 11/07, quando consultado disse que nem nós poderíamos dar data, por que o pagamento não depende do SINDAS. Se tivesse sido passado para nós qual era a pendência já tínhamos resolvido, é tanto que graças a presença comissão dos temporários hoje na SMS,  Monica bateu uma foto do que era a pendência e nos procurou no SINDAS com Kaliane. Se tratava de um documento que não tinha nada haver com pagamento, mas como constava o nome do Prefeito, procurador, secretário e Promotora da Saúde, e não estava assinado nenhum deles, o setor de análise processual barrou o prosseguimento do Processo. Antes de Monica me mostrar a foro o que se dizia era que o pagamento só seria feito quando o Prefeito e os demais assinassem o processo. Sabendo dessa versão bateu o desespero, por que pegar esse povo todo pra assinar alguma coisa seria no mínimo duas semanas e olhe lá. Mas graças a foto que Monica nos mostrou e por conhecer cada papel da Prefeitura de Natal que envolve os agentes temporários, identifiquei que o documento era o termo de ajuste de conduta que possibilitou a penúltima renovação dos contratos e imediatamente constatei as pessoas competente para verificar se o mesmo documento assinado tirado do processo judicial na pagina do judiciário seria aceito. A primeira resposta foi negativa, mas graças a nossa insistência, antes de chegarmos na Secretária com as copias nos ligaram do Gabinete do Secretário confirmando que iriam aceitar as cópias que o SINDAS levaria.
O processo agora seguira para coordenadoria financeira, passará por uma rápida análise e segue para pagamento. Já falei com a chefe do setor de Pgam4nto Srª Aguida e ela nos garantiu que chegando lá mandará pagar, feito isto é só a SEMPLA liberar o dinheiro que todos receberão.
Entendemos que todos estão desesperados por esse dinheiro, mas se fôssemos fazer as coisas com desespero, sem prestar atenção, os agentes receberiam receber uma mixaria de R$ 900,00, por que as demais vantagens estavam fora dos cálculos.
 É pra isso que vocês pagam sindicato, por que o SINDICATO é quem sabe correr atrás das coisas e agilizar da forma correta o que falta. Só pegar informações onde o processo estar e não ter condições de providenciar o que falta de nada adianta, só aborrece os servidores dos setores, como ouvimos de várias pessoas.
Infelizmente muitos não indentem e acham que devemos dizer a data que o dinheiro cai na conta de cada um, mas volto a dizer: “mesmo sabendo de toda movimentação, mesmo tendo agilizado todas as pendências e mesmo tendo promessas dos setores que nos conhecem e sempre atendem nossas solicitações, não poderemos dizer a data que sai”. Garanto uma coisa, sairá em breve e o valor correto.
VEJA QUANTO CADA UM IRÁ RECEBER

quinta-feira, 10 de julho de 2014

PREFEITO DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE RECEBE O /RN


Conhecido por não atender sindicato algum, o Prefeito de São Gonçalo do Amarante-RN, ao saber das boas referências do SINDAS e da forma responsável de atuar, sem envolver interesses político-partidários na entidade, atendeu o nosso pedido e nos recebeu na tarde da última quinta-feira(09/07/2014).
Na oportunidade deixamos claro que só o SINDAS tem legitimidade para representar os agentes de endemias e que pretendemos avançar nas reivindicações da categoria, prezando pelo diálogo e agindo com a responsabilidade que a entidade sindical deve ter.
O Prefeito inicialmente se comprometeu conosco de que só acatará pedidos em nome dos agentes de saúde se partir do sindicato da categoria, bem como, já deu início ao estudo sobre a implantação odo piso nacional da categoria.
Na manhã dessa sexta feira, de acordo com o que ficou combinado com Prefeito, o SINDAS protocolará três ofícios e vários documentos. Um ofício explicando a representação do SINDAS e a falta de legitimidade do SINDSAÚDE, outro sobre o piso nacional e outro para o Secretário de Saúde, objetivando a abertura de diálogo sobre pontos de pauta importantíssimos para os agentes. Não temos dúvida que os prejuízo que a categoria acumula ao longo dos anos serão revistos, por que o Prefeito nos disse inclusive que ia instituir uma gratificação pra categoria e o SINDSAÚDE foi contra.

Se as portas já estavam fechadas para o SINDSAÚDE, agora com a formalização dos pedidos do SINDAS e depois dessa reunião com Prefeito Jaime Calado, o agente de saúde que permanecer filiado ao SINDSAUDE estará jogando seu dinheiro fora e correndo risco de se prejudicar se aderir à greve ou faltar ao trabalho para atividades de sindicato que não os representa.

SINDAS OBTEM GRANDE VANTAGEM PARA OS AGENTES DE PARNAMIRIM

Na noite de ontem a Câmara de Vereadores de Parnamirim, votou dois projetos de lei de interesse dos agentes de saúde e anunciou a votação de um outro projeto proposto pelo SINDAS que irá beneficiar todos os agentes e demais servidores.
Os projetos foram negociados pelo SINDAS, inclusive, a redação do projeto de lei que transformou o vale alimentação em dinheiro e o projeto que proíbe o assédio moral no Município, foram elaborados por nós.  
A Lei que regulamenta o pagamento do piso salarial de R$ 1014,00 para os agentes é outra grande conquista, por que mesmo existindo a Lei Federal 12.9994/2014, muitos gestores sequer sinalizaram a data de pagamento do piso.
Já a lei de assédio moral proposta pelo SINDAS será votada segunda feira e, uma vez aprovada, dará poderes a Municipalidade de punir administrativamente e até exonerar os servidores assediadores, pois essa prática maldita tem adoecido dezenas de servidores que diariamente são gritados, humilhados e nada é feito por ausência de legislação específica.
Para os falastrões que ficam irritados com tanta conquista do SINDAS em Parnamirim e insistem em tentar confundir a categoria, com a história de que o piso já estava garantido e que o vale alimentação iria passar pra dinheiro de qualquer jeito eu vos digo: se piso salarial fosse automático por causa de previsão em Lei federal os professores não precisavam fazer greve todo ano, os prefeitos pagariam espontaneamente o piso dos agentes. Ademais, o auxilio em dinheiro é mais uma conquista do SINDAS, inclusive a elaboração da lei. Não adianta mentir pra categoria, por que mesmo que existam dois ou três agentes com baixíssimo discernimento e sem nenhum senso de verdade para acreditar em disse-me-disse, a verdade prevalecerá sempre.
OBRIGADO MEU DEUS POR MAIS ESSAS IMPORTANTES CONQUISTAS.

AGENTES DE TAIPU APROVAM INDICATIVO DE GREVE E PREFEITO RECEBE O SINDAS E COMISSÃO PRA NEGOCIAR PAUTA

Nos reunimos os agentes de Taipu semana passada para discutir a possibilidade de decretar greve no Município, por causa  da falta de condições de trabalho, não cumprimento do piso nacional, falta de fardamento e de protetor solar, entre outros pontos. Ontem a categoria se reunião em assembleia campal e deliberou por unanimidade pela aprovação do indicativo de greve.
Após protocolarmos o ofício dando a notícia ao Prefeito sobre o indicativo de greve, a equipe técnica do Prefeito se reuniu com ele e imediatamente oficializou um pedido de reunião com a categoria e o SINDAS. Como estavam todos na Prefeitura nos dirigimos até lá e aproveitamos para dar inicio as negociações que podem evitar a greve.
A reunião foi bastante positiva, pois obtivemos a garantia do Prefeito que no próximo mês será implantado o piso de R$ 1.014,00 para ACE e ACS, que quanto o município for certificado pelo PMAQ o rateio de incentivo também será feito aos agentes e que o fardamento será providenciado juntamente com protetor solar e labial.
O ponto mais positivo da reunião, foi o fato do Prefeito nos dar o aval de procurar ele pessoalmente, independente de formalidade. Ele receberá o sindicato sem nenhum problema assegurou o Prefeito. Entendemos como positiva a atitude do Prefeito, por que desde o ano passado enviamos pauta e pedidos de reuniões, mas nada foi marcado.

Tudo que foi dito pela prefeitura pedimos por escrito, e só depois de apresentada resposta reuniremos a categoria, para decidir sobre a suspensão do indicativo de greve ou se for o caso, decidir pela sua manutenção.