terça-feira, 23 de outubro de 2018

LUTA PELO NOVO PISO JÁ COMEÇOU- O REAJUSTE DO PISO SALARIAL DOS AGENTES DE SAÚDE AGORA É LEI E LEI DEVE SER CUMPRIDA.

Não foi nada fácil, mas com muita luta e empenho das lideranças dos agentes de todo País, dos sindicatos, das federações e, em especial, da nossa confederação Nacional dos Agentes de Saúde-CONACS, na manhã de hoje foi escrita mais uma página NO LIVRO DE CONQUISTAS DOS ACE E ACS.

A luta foi árdua, e apesar de hoje podemos bater no peito e dizer “O REAJUSTE É LEI FEDERAL Nº 13.708, DE 14 DE AGOSTO DE 2018”, daqui para frente travaremos outra grande batalha, para assegurar o cumprimento dessa Lei, o que no meu ponto de vista não será fácil e os trabalhos já devem começar esse ano.

Apesar de termos em vigor a Lei nº 13.708, de 14 de agosto de 2018, não devemos baixar a guarda. Temos que correr para assegurar a aprovação da PEC 22/2011 (PEC DA DIGNIDADE) em 2019.  Só assim teremos a garantia do reajuste ficar assegurado no texto constitucional.  

A luta do SINDAS/RN, para garantir que o novo piso chegue ao bolso dos agentes já começou. De agora por diante, teremos a missão de assegurar o cumprimento da Lei nº 13.708 sem perder de vista a PEC 22/2011.
A LUTA CONTINUA E SEMPRE SAÍMOS VITORIOSOS, PORQUE A UNIÃO FAZ A FORÇA!
Confira redação da Lei na íntegra: AQUI

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE E AGENTES DE COMBATE ÀS ENDEMIAS DE NATAL DEFLAGRAM GREVE POR TEMPO INDETERMINADO.


Os Agentes Comunitários de Saúde e os Agentes de Combate às Endemias de Natal deflagraram greve por tempo indeterminado na manhã dessa sexta feita 19/10/2018.
Foram vários meses tentando resolver os problemas relacionados à categoria, em especial, as questões de meio ambiente e segurança do trabalho, o cumprimento de leis municipais, como por exemplo, a Lei do Plano de Cargos (Lei nº 120/2010), DESCUMPRIDA DESDE 2012.
Só o descumprimento da Lei do Plano de Cargos, os servidores estão prejudicados com 4 anos sem as mudanças de níveis e 6 anos sem a recomposição da inflação dos anos anteriores.
Fizemos de tudo para evitar a greve, mas infelizmente não logramos êxito. Por culpa exclusiva da Gestão a greve foi deflagrada hoje. 
É inadmissível que se passado mais de 5 meses a Prefeitura opte por uma greve ao invés de resolver problemas simples e  se recuse apresentar propostas.
O que mais nos deixa felizes é o fato da população apoiar o nosso movimento, durante o qual orientamos a população a denunciar diversas irregularidades na saúde, das quais ela é vítima.  
Durante o nosso movimento tornamos público detalhes que a população não sabe, como por exemplo, que Natal preferiu devolver ao Ministério da Saúde milhões de reais das reformas das unidades de saúde, ao invés de complementar o valor e reformar todas as unidades.
Durante nossa greve mais coisas graves virão à tona, especialmente, o detalhamento dos milhões de reais repassados pelo Ministério da Saúde à Prefeitura e que o povo não ver onde estão sendo aplicados.
Temos certeza que essa será uma das maiores greves que Natal já viu, principalmente porque a tendência é que outras categorias deflagrem greve, afinal de contas não são apenas os agentes de saúde os prejudicados.
Começamos uma grande batalha e temos certeza que sairemos vitoriosos, porque a UNIÃO FAZ A FORÇA!

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

AGENTES DE SAÚDE DE MAXARANGUAPE APROVAM INDICATIVO DE GREVE E PODERÃO PARALISAR AS ATIVIDADES DIA 23/10/2018

Após reiteradas tentativas de diálogo com a Gestão Municipal de Maxaranguape - RN e depois de ameaçarmos para as atividades, fomos recebidos pelo Senhor Secretário de Saúde que nos ouviu e se comprometeu em levar os pleitos da categoria ao Prefeito. 
Mesmo tendo se passado mais de 15 dias, nada foi resolvido e nenhuma reunião foi marcada com Prefeito.
Em virtude da inércia da Gestão Municipal e pelo fato da categoria estar sem nenhuma condição de trabalho, não restou outra saída a não ser a greve.
Apesar de existir recursos federal destinado aos agentes de saúde para quase tudo, a Prefeitura de Maxaranguape é mais uma que nega Direitos os agentes. 
Além da Prefeitura receber do Governo Federal R$ 963,30 de piso salarial por agente, recebe mais R$ 608,18 anual de custeio, mais uma parcela extra de R$ 1.014,00 de incentivo de final de ano, que deveria ser repassado como um Plus para categoria. 
Mesmo com todos esses recursos, a Prefeitura recebe milhares de reais de outro programa do Governo Federal chamado Programa de Melhoria de Acesso a Qualidade da Atenção Básica-PMAQ-AB, mas não repassa um centavo aos servidores.
Por justiça e para estimular a manutenção de indicadores de saúde, os servidores já deveriam receber uma gratificação do PMAQ, o que é realidade em quase todas as cidades do Estado.
Mesmo dispostos a evitar a greve estamos desacreditados na Gestão, que se recusa a atender as reivindicações e se esquiva de receber o SINDAS para evitar a greve.
Além dos prazos dados anteriormente, fizemos de tudo para evirar a paralisação, mas diante do cenário que é desrespeitoso, a categoria aprovou novo indicativo de greve e poderá parar dia 23/10/2018.
EDITAL DA GREVE

PRIMEIRO INDICATIVO SUSPENSO POR CAUSA DE UM REUNIÃO COM SECRETÁRIO
REUNIÃO COM SECRETÁRIO E COORDENADORA

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

SINDAS/RN IRÁ COMEMORAR OS 10 ANOS DE SINDICATO E A APROVAÇÃO DO REAJUSTE DO PISO DA FORMA QUE A CATEGORIA MERECE


O SINDAS/RN comemorou em 2018, os seus 10 anos de fundação com muitos motivos para comemorarmos. Os diversos avanços para os ACE e ACS ao longo de dez anos de existência do SINDAS/RN, já seriam suficientes para comemorarmos em grande estilo, mas nosso Deus é tão maravilho que nos presenteou com nosso reajuste do piso Nacional, aprovado hoje com a derrubada dos vetos 32 do Presidente Michel Temer ao projeto de lei de conversão 18 originado da MP 827.
Num cenário pós-eleições, graças a Deus e ao trabalho exaustivo da Confederação Nacional dos Agentes de Saúde e lideranças dos estados, o tão SONHADO REAJUSTE vira realidade hoje 17/10/2018 e vem como cereja da nossa comemoração.
A festa será nos moldes das edições anteriores. Nessa 7ª edição, tudo mais uma vez foi pensado e trabalhado com muito carinho e dedicação dos diretores que se preocupam com a categoria e que reconhecem a importância dessa festa.
Além de muita diversão, churrasco, feijoada, brinquedos para criançada e um grande torneio de futebol, os nossos associados contarão com toda estrutura da magnífica área de lazer do SINSENAT, espaço que já é aberto aos nossos associados e dependentes diretos, porque temos um convênio que garante o uso.
CONFIRA ABAIXO O VÍDEO DA FESTA ANTERIOR, PARTE DOS BRINDES QUE SERÃO SORTEADOS.


quinta-feira, 4 de outubro de 2018

AGENTES DE SAÚDE DE NATAL APROVARAM INDICATIVO DE GREVE


Os Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias de Natal, cansados da enrolação da Gestão Municipal, decidiram na manhã desse dia 04 de outubro, aprovar o indicativo de greve por tempo indeterminado, para o próximo dia 19/10/2018, data que a categoria votará a se reunir em frente a Sede da Prefeitura de Natal, para deflagrar a greve.

Até lá estaremos mobilizando as bases e pressionando a Gestão pelas respostas que já deveriam ter sido apresentadas, mas o Prefeito Álvaro Dias acha que vai adotar a mesma Prática de desvalorização e desrespeito de Carlos Eduardo e vai ficar por isso mesmo. Não permitiremos que o Prefeito continue a empurrar as negociações com a barriga. CHEGA!

Somos de luta e sempre estamos dispostos a lutar. Não iremos admitir enganação por parte da Gestão. Ou a respostas vêm nesses próximos 15 dias ou dia 19 os agentes de saúde paralisarão as atividades por tempo indeterminado.

Hoje durante o movimento em Natal, o Dia Nacional dos Agentes de Saúde foi lembrado com indicativo de greve. Parabéns a todos. Assistam a baixo a nossa homenagem a todos os ACE e ACS do País.

MOTIVOS DA GREVE

-Falta de fardamento e E.P.I completo na periodicidade necessária (calçados, calças, camisetas e chapéu de aba larga) e de protetor solar de qualidade para ACE e ACS;

-Não realização de exames dermatológicos para ACE e ACS;

-Não realização das mudanças de níveis vencidas de 2010 a 2018 (Lei nº 120/2010);

-Não pagamento das datas bases vencidas, previstas no PCCV;

-Não reajuste da Gratificação de Incentivo de Desempenho dos Agentes de Saúde-GIDAS acordada em mesa de negociação;

-Não pagamento do PMAQ aos ACE e ACS;

-Não pagamento do incentivo de final de ano previsto no Art. 1º, parágrafo único da Portaria Ministerial nº 314/2014, aos ACE e ACS;

-Não pagamento de direitos dos agentes concursados, reabilitados e readaptados de função;

-A não alteração da Lei Municipal nº 080/2007 acordada em mesa de negociação.


VOTAÇÃO DO INDICATIVO DE GREVE 


OS PARABÉNS AOS AGENTES DE SAÚDE PELO DIA 04/10