terça-feira, 8 de abril de 2014

PISO NACIONAL DOS AGENTES DE SAÚDE-GOLPE DE MESTRE

VOTAÇÃO DO PISO NACIONAL DOS AGENTES FICA PARA MAIO DE 2014

Os líderes dos partidos e o Presidente da Câmara, Dep. Henrique Eduardo Alves-PMDB/RN, adiaram a votação da regulamentação do piso nacional dos agentes de saúde,  de abril para 13 de maio de 2014, por que a pauta estava trancada pelo projeto de lei nº 6809/13, de autoria da Presidência da República.

De acordo com as informações passadas ao nosso blog, os líderes dos partidos e o Dep. Henrique Eduardo preveem que o governo não obstruirá a pauta de votações da Câmara com matérias que inviabilizem a votação do PL 7495/06 em maio. Nós não acreditamos que o Governo Federal fique de braços cruzados e espere o piso ser votado, pois é público que o governo de Dilma é contra o piso dos agentes de saúde e, ao nosso ver, a expectativa dos deputados não é muito confiável e poderá não se concretizar em maio.

Para nós foi uma jogada de mestre dos líderes aliados da Presidente Dilma, que em troca do adiamento com a suposta promessa de que não irão obstruir a pauta em maio, conseguiram garantir votações importantes para o governo, como as medidas provisórias 628/13 e 630/13 e do projeto de lei nº 6809/13, protocolado na Câmara com urgência constitucional, o qual trancava a pauta e impedia novas votações, inclusive, da regulamentação do piso dos agentes.

Em ano de eleição para deputados e senadores vale tudo, cabe agora esperar o piso nacional dos agentes ser usado mais uma vez como barganha política para captar votos.

Na nossa opinião o Governo já ganhou o primeiro round em 2014, diga-se de passagem, com a colaboração dos líderes dos partidos aliados e de oposição, mas o segundo round será em maio, e se dia 13 a nossa luta não for vitoriosa iremos para o terceiro round. Se precisarmos ir para o terceiro round poderemos decidir a luta no voto, dizendo não aos políticos picaretas que prometeram apoio aos agentes e nos esfaquearam pelas costas.

Acorda ACE e ACS, nosso piso nacional está nas nossas mãos, basta sabermos administrar o poder que temos. 

Nenhum comentário: