quinta-feira, 29 de agosto de 2013

REUNIÃO COM PREFEITO DE NATAL MARCA INÍCIO DE NOVOS TEMPOS

Na manhã de hoje, nos reunimos com os Secretários da Prefeitura de Natal e com próprio Prefeito Carlos Eduardo, que ouviu os sindicatos com bastante atenção. Depois de apresentarmos nossas pautas por escrito, cada sindicato fez suas intervenções diretamente ao Prefeito.
Nós do SINDAS iniciamos nossas intervenções entregando ao Prefeito a carta sindical do SINDAS e deixando claro, que hoje, os agentes têm o seu sindicato próprio.
            Fizemos questão de ressaltar a representação do SINDAS porque nas gestões anteriores de Carlos Eduardo, tivemos diversos problemas com ele, por causa das conduções erradas do movimento sindical.
Sobre a extensa pauta de reivindicações que apresentamos ao Prefeito, fizemos a sustentação oral sobre os dois pontos de maior relevância, quais sejam: a correção das matrizes salariais do PCCV e reajuste salarial e a implantação da gratificação para os ACE e ACS. Deixamos claro para Carlos Eduardo, que os agentes de saúde foram os únicos a não terem vantagens financeiras no PCCV, e o porquê será justo conceder a gratificação para categoria. Entregamos em mãos o processo do SINDAS que já está em andamento desde 2012 e já foram realizados os impactos financeiros.
Após ouvir todos s sindicatos e secretários, o Prefeito fez um breve histórico das dificuldades enfrentadas pela Gestão e reconheceu que todos os pontos de pautas são justos, mas para viabiliza-los precisa de tempo. Deixou claro que deseja uma gestão participativa e com dialogo, pois pegou a Cidade sucateada e precisa também da nossa ajuda para reerguer principalmente a rede de saúde do Município. 
Depois de mais de 3 horas de conversa, ficou acordado entre todos s presentes, que com base nas pautas dos sindicatos, será elaborado um relatório com base me cada ponto de reivindicação, para em seguida sentarmos novamente.
Avaliamos esse primeiro contato com Chefe do Executivo com produtivo e promissor, porque visivelmente a postura demonstrada por ele, difere das suas outras gestões. Só esperamos que o diálogo permaneça, mas que as ações para beneficiar os servidores também aconteçam. 
AQUI ELE DEVE TER PENSADO: "MEU DEUS ONDE ME METI"

Nenhum comentário: