quarta-feira, 11 de setembro de 2013

REUNIÃO COM AGENTES DE SANTA CRUZ

Prefeitura de Santa Cruz diz não as reivindicações dos ACE e ACS e a categoria se revolta com a resposta evasiva enviada ao sindicato.
Há mais de trinta dias nos reunimos com a Chefe do Executivo Municipal, para apesentar a pauta de reivindicações dos agentes. Na oportunidade a Prefeita pediu um prazo para avaliar o limite com gasto de pessoal e estudar o projeto de lei enviado pelo SINDAS.
         No dia 04 de setembro a Prefeitura nos enviou o Ofício nº 237/2013, negando o reajuste da categoria alegando dificuldades financeiras e que encontrou Prefeitura no limite prudencial.
Em nenhum momento a Prefeitura afirmou que ainda está no limite, apenas negou a principal reivindicação da categoria, qual seja um salário base de R$ 950,00 de acordo com a Portaria nº 260/2013 do MS.
Em assembleia a categoria decidiu insistir no pleito e solicitar da Prefeita uma outra reunião para maiores explicações. Se o pleito não for atendido faremos uma grande manifestação na cidade, envolvendo as duas categorias (ACE e ACS) e seus familiares, seguido de uma audiência pública na Câmara Municipal de Vereadores, onde provaremos que a Prefeitura não vem entrando com sua contrapartida obrigatória.
 Avaliando a situação atual detalhadamente, chegamos à conclusão que cada agente de saúde custa hoje aos cofres Municipais, pouco mais de 400 reais, e isso não é justo em face do importantíssimo trabalho realizado pelos ACE e ACS.
Não é o que pretendemos, mas considerando a falta de respeito com a categoria e que existe um débito de 5 anos de FGTS, vários anos de INSS atrasados e que o fardamento foi fornecido pela metade, poderemos ter que decretar uma greve. Só esperamos que a Prefeitura não despedisse a oportunidade de diálogo que daremos e atenda as reivindicações dos agentes, ou pelo menos apresente uma contra proposta.

Nenhum comentário: