terça-feira, 24 de junho de 2014

IMAGEM DEIXA CLARO QUE A PREOCUPAÇÃO DA PREFEITURA DE NATAL É COM DOIS EDIFÍCIOS E NÃO COM POVO DE MÃE LUIZA

O poder público está agindo muito bem nessa situação. Agindo muito bem, para proteger esses dois edifícios dos ricos. Vejam a imagem fala por si só. As lonas e sacos de areia visam proteger os prédios e não evitar novos desmoronamentos. Se fosse intenção proteger a população essas lonas estariam em todas as barreiras de cima para baixo, evitando assim, a penetração da água da chuva nas barreiras.
COMO RESOLVER ESSE PROBLEMA. Utilizar milhares de caminhões de pedras. Assim como foi feito para conter as marés nas praias de Natal. A medida que se colocar os caminhões de pedras, de baixo para cima, se formará o acesso para  caminhões avançarem até o pé do morro.
Coloca-se as pedras e por cima terra, para criar uma espécie de estrada. Se a Prefeitura de Natal já estivesse fazendo isso teria evitado novos deslizamentos e já estaria tudo escorado, por que a água que fosse descendo iria formando uma parede ao se chocar com as pedras, ou seja, a água se infiltraria nas pedras e areia iria ficando.  
Isso não é difícil. Milhares de caçambas de entulho e metralha são despejadas nos aterros indicados pela SEMURB, se faria o deslocamento desse material para mãe Luíza.
Se houvesse interesse de resolver o problema, bastava contratar caçambas e comprar as pedras, pois o restante do material a própria iniciativa privada se encarregaria. Tenho certeza que tem empresários mais disposto ajudar do que a própria Prefeitura , que até o momento só está captando holofotes para publicidade, e na prática não está se fazendo nada de concreto para ajudar as famílias.
Só para lembrar o que todos estão esquecendo: “Natal decretou estado de calamidade, o que dispensa as licitações envolvendo essa situação.
“A finalidade do estado de emergência, é agilizar a ajuda que o povo precisa nesse momento e de resolver os problemas dos deslisamentos, mas o estado de emergência interessa a muitos gestores, por que é nessas horas, que muitos têm a oportunidade de meter a mão no dinheiro público e favorecer empresários e amigos, por que podem contratar sem licitação”.

Nenhum comentário: