sábado, 16 de maio de 2020

PESQUISADORA DA UNIVERSIDADE DE HARVARD - EUA SUPERVALORIZA AGENTES DE SAÚDE E DIZ COM OUTRAS PALAVRAS, O QUE DISSEMOS OFICIALMENTE AO MINISTRO DA SAÚDE DESDE MARÇO/2020.



Em seminário da Comissão Externa de Ações Contra o Coronavírus da Câmara dos Deputados, realizado no último dia 14/05, a pesquisadora da Universidade de Harvard-EUA, Doutora Márcia Castro, fez alertas que já havíamos feito ao Ministério da Saúde desde 19/03/2020, por meio do Ofício 051/2020 do SINDAS/RN.
Muito do que a pesquisadora falou já havíamos dito oficialmente ao ex-ministro da Saúde Henrique Mandetta via ofício protocolado dia 19/03/2020, que gerou o processo nº 25000.038809/2020-97, concluído dia 07/05/2020.

Em quatro dos 14 parágrafos contidos no ofício 51-2020-SINDAS/RN, o Presidente Cosmo Mariz afirmou ao Ministro da Saúde:
1º "É obrigação do Estado e dever da sociedade fazer um esforço conjunto para conter a disseminação do COVID-19, adotando todas as medidas preventivas individuais ou coletivamente. Só assim poderemos de mãos dadas superar essa grave crise sem precedentes”.
2º “O Brasil conta com um verdadeiro exército de ANJOS DO SUS quem nenhum outro país tem, composto de mais de 360 mil Agentes Comunitários e Agentes de Combate às Endemias, mas ao invés de todos terem sido capacitados prioritariamente para o enfrentamento do problema, estão acuados e sequer estão recebendo Equipamento de Proteção Individual - E.P. I adequado nas cidades.”.                     

3º “Se os agentes já estivessem capacitados para o enfrentamento do COVID-19, e com as devidas condições de trabalho, há mais de 30 dias, estaríamos fazendo a diferença nas comunidades e em locais públicos.”.
4º “Já passou da hora dos ACE e ACS serem capacitados e serem dadas as devidas condições de trabalho, para que esse exército percorra o País de casa a casa, fazendo o trabalho de educação em saúde, levantando dados relacionados ao COVID-19 imprescindíveis e indispensáveis, para fazer um real mapa do problema e definir onde é preciso atuar com mais ênfase”.
O que afirmamos aqui pode ser confirmado por meio dos documentos contidos na postagem http://www.cosmomariz.com/2020/03/apontamentos-do-sindasrn-sao-acatados.html#links datada de 27 de março de 2020.
Só 40 dias depois uma Doutora de Harvard, diz com outras palavras e maior robustez, o que já havíamos dito oficialmente há mais de 40 dias. Talvez agora com as opiniões da Doutora Márcia sejamos contemplados na totalidade, o que reforça a tese que santo de casa não obra milagres.
Espero que os Gestores não usem apenas os conselhos da Doutora Márcia Castro, pra colocar os agentes no enfrentamento da COVID-19, sem testa-los previamente, sem capacitar devidamente e sem garantir às condições de trabalho como a própria pesquisadora afirmou.
Com tudo que foi dito por Doutora Márcia eu fiquei mais orgulhoso ainda de todo conteúdo do ofício 051/2020 do SINDAS/RN. Aliás, já havíamos ficado orgulhosos, desde o atendimento parcial ao nosso ofício, com a publicação da RECOMENDAÇÕES PARA ADEQUAÇÃO DAS AÇÕES DOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE FRENTE À ATUAL SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA REFERENTE AO COVID-19 e a NOTA INFORMATIVA Nº 8/2020-CGARB DEIDT/SVS/MS.
Não tenho dúvidas, que muita coisa vai acontecer por causa das colocações da pesquisadora Márcia Castro, diga-se de passagem, uma verdadeira lição naqueles que fingem não reconhecer a MEGA IMPORTÂNCIA dos agentes de saúde para o SUS. 
Cosmo Mariz - Presidente do SINDAS/RN
OFÍCIO PROTOCOLADO EM MARÇO NO MS

Nenhum comentário: