terça-feira, 18 de dezembro de 2012

FAZER OU NÃO FAZER O "LIRA"?



Caros companheiros agentes de endemias, em meio as mais diversas dificuldades enfrentadas pela categoria e pela própria admnistração, surge mais um problema que teremos que resolver conjuntamente.
A não realização do levantamento de índice implica em não podermos programar as ações para o ano vindouro. Vale salientar que se o LIRA não for feito, não será culpa dos agentes e muito menos do SINDAS, que há mais de um ano vem cobrando condições de trabalho.
Tratando a questão com a emergência que necessita, na audiência ocorrida no Ministério Público do Trabalho, concordamos que fossem distribuidas algumas camisetas, protetor solar e tênis até a chegada do fardamento definitivo, o que foi prometido pela Secretária Adjunta Cristiana Solto para dezembro, mas não foi cumprido.
Recentemente os Coodenadores do Programa Dengue (Márcio e Lúcio) e a Gerente técnica do CCZ, reuniram todos os supervisores no auditório do Ministério da Saúde com um só propósito, qual seja orientar os supervisores a convencer os agentes a fazer o LI até o final do ano. Em meio à reunião Marcio fez questão de dizer aos supervisores que eles estão sendo valorisados e que deveriam convencer os agentes a fazer o lira por terem liderança. A valorização mencionada por Marcio foi o acordo com Cristiana solto de incluir no orçamento de 2013 a previsão de gratificação de R$ 600,00 para 50 Supervisores.
Alguns agentes nos ligaram querendo saber a opinião de fazer o LIRA por respeito ao supervisor e fomos taxativos: “ para ir ao campo fazer LI sem condições mínimas os agentes estarão exposto aos mesmos riscos, além de estarem confessando que a falta de fardamento não os impete de trabalhar”.
Depois da runião Muitos supervisores seguiram a orientação de Marcio e partiram para o convencimento, o que não será suficiente para resolver os sérios problemas de fata de fardamento e protetor solar.
Para não sermos acusados de intranzigentes, estamos orientando que havendo o mínimo de condições a categoria faça um esforço para fazer o LIRA, mas para conpensar o esforço da categoria e, considerando que terminando o lira todos voltam a cumprir expediente no PA, sugerimos as seguintes propostas.
1-     Que o lira seja feito dias 26 e 27 em horário corrido;
2-   Que terminado o LIRA seja dado folga a todos os agentes.

Uma mão lava a outra e já tá mais do que na hora de acabarmos com essa barganha, onde a Prefeitura sempre sai ganhnado e os agentes ficam a ver navios.

SINDAS/RN
Um sindicato comprometido com os associados.

Nenhum comentário: