quarta-feira, 28 de maio de 2014

ATENÇÃO AGENTES DE SAÚDE DE NATAL, TEM GENTE QUERENDO ATRAPALHAR AS CONQUISTAS JÁ ASSEGURADAS.

Caros companheiros e companheiras, nós saímos vitoriosos de todas as greves que promovemos, por que sabemos a hora de entrar e sair. Nós não manter greve por determinação de partido político e nem utilizar o movimento dos trabalhadores, como palanque eleitoral para promover ninguém.
Depois que os agentes de saúde resolveram aceitar a proposta de gratificação de R$ 150,00, para depois da implementação do piso nacional discutir o reajuste do valor, bem como, aceitar o reajuste de 5,68% sem mexer na VICT e suspender a greve por 24h, até ser resolvido o abono das faltas e do auxílio alimentação,  um determinado sindicatozinho, que nunca consegue nada para os servidores e só levam o tempo em fazer política partidária usando os trabalhadores e a estrutura do sindicato, está percorrendo as unidades para caluniar e difamar os que realmente lutam pelos interesses da classe trabalhadora.
As calúnias proferidas por PARTIDARISTAS ou por quem se vende por um prato de comida e alguns litros de combustível, são as mais diversas, e apesar de não atingir os verdadeiros sindicalistas, estão servindo para armar a gestão contra os servidores e podem atrapalhar os avanços já conquistados, se os agentes derem ouvidos.
Aqueles que insistem em tentar confundir a cabeça dos agentes de saúde, além de não poder representa-los, nunca conseguiu nada de vantagem financeira para nós. A maioria tem mais de 18 anos como agentes de saúde, e mesmo sempre vindo recursos do Ministério da Saúde, nunca conseguiram o que nós do SINDAS conseguimos.
Na história do SINDAS só existe vitórias para os agentes, vejamos algumas:
1-    Conseguimos ainda como celetistas a Produtividade que diziam ser impossível, por que éramos regidos pela CLT. A produtividade era inicialmente de nível elementar e depois corrigimos os valores para R$107,00 e 214,00;
2-    Reajuste de 62% na gestão Micarla, que se dividido por todos os anos que os agentes ficaram filiados em outros sindicatos ainda seria maior que os reajustes míseros conseguidos;
3-     Mudança de regime, o que nos conferiu a estabilidade funcional e todos os direitos do Estatuto dos Servidores;
4-    Auxílio transporte em dinheiro;
5-    Auxílio alimentação para os ACE e depois para os ACS;
6-    Insalubridade para os agentes de 2008, que requereram individualmente e foi negada, mas o SINDAS conseguiu a implantação em 2014, e todo o retroativo já está na justiça e poderá ser julgado a qualquer momento.
Tanto a insalubridade dos ACE de 2008, quanto o auxílio alimentação de R$ 220,00, para os agentes comunitários foram pautas da última greve, da qual saímos vitoriosos. Greve esta, que a Prefeitura propôs 3% de reajuste e nós arrancamos 8% sem mexer na VICT.
Agora em 2014, com muita luta arrancamos 5,68%, quando a gestão propôs inicialmente 0%, depois propôs 2% em março de 2014 e 3,68% em 2015. Graças ao SINDAS descobrimos que o reajuste de 5,68% seria dado com a VICT. Depois disso, intensificamos a luta e como muito empenho do SINDAS e SENSENAT o governo resolveu dar o reajuste sem mexer na VICT.
Arrancamos 5,68% de reajuste real, e com muita luta, asseguramos uma gratificação para ACE e ACS no valor de R$ 150,00. Todos sabem que inicialmente propomos uma gratificação de 50% do salário base e a Prefeitura propôs 10%, o que corresponderia em média a R$ 100,00. A proposta de 10% foi rejeitada e propomos que a gratificação fosse de 40%, mas a Prefeitura rejeitou a proposta e ainda retirou a proposta de 10% sobre o salário base, propondo por último R$ 150,00 de gratificação e discutir o reajuste, após entrada em vigor do piso nacional da categoria.
  A título de conhecimento essa gratificação será paga com recursos da Atenção Básica e do PMAQ. Recursos estes, que outro sindicato já está de olho, para reajustar as gratificações de quem já recebe.
As falácias de que não era pra ter aceito R$ 150,00 tem a finalidade de tentar induzir a categoria, de que houve prejuízo, o que sabemos que não houve, vez que, será paga uma vantagem financeira que nunca existiu. Depois da a gratificação ser criada por lei será outra coisa, além de termos uma vantagem só nossa, poderemos lutar para reajustar o valor e não lutar para criar a lei.
Imagine se agentes rejeitassem a proposta do Secretário e recursos ficassem livres para Prefeitura usar no que quiser? O que querem de fato é que os agentes abram mão da gratificação por que o valor não é o que gostaríamos. O verdadeiro interesse por trás de tudo isso, é de que esse dinheiro fique livre para prefeitura usar com os outros servidores e os agentes ficarem a ver navios.
“Não se deixem levar por mentiras e nem caiam nas armadilhas de quem não consegue nada para os trabalhadores e de quebra procuram  atrapalhar os que conseguem vantagens importantes”.
Não permitiremos que ninguém atrapalhe o que já está assegurado para os servidores. Terça feira convocamos todos os agentes de saúde, para passar o dia todo na Câmara de Vereadores, para garantir a votação e aprovação da nossa data base.
A feijoada estará no ponto que todos adoram.


Nenhum comentário: