quarta-feira, 9 de novembro de 2016

INFORMAÇÕES SOBRE ATIVIDADE EM BRASÍLIA NESSA TERÇA FEIRA DIA 08-11-2016

Durante todo o dia 08/11/2016, milhares de agentes comunitários de saúde e agentes de endemias, se fizeram presentes em mais uma importante marcha à Brasília.
Inicialmente havia a expectativa de ocorrer a Sessão Congresso, que apreciaria os vetos ao PL 210/2015, mas por causa do trancamento da pauta não foi possível.
A CONACS e o SINDAS/RN representado pelo Vice Presidente Canidé Quirino, Dir. de Assuntos Jurídicos Luciano e pelo associado Abraão de Parnamirim,  juntamente com outras entidades sindicais, trataram de mobilizar todos os deputados e senadores, para apoiar a derrubada dos vetos do Presidente Michel Temer, ao PL 210/2015.
O material que confeccionamos está impregnado em cada gabinete da Câmara e do Senado e nas vistas de todos os parlamentares em Brasília.
Um trabalho árduo, mas de grandiosa importância, afinal, cada atividade dessas é responsável pela formação de opiniões e impõe respeito.
Durante o dia de hoje, várias reuniões foram feitas, a mais importante delas, foi com Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ) e com o ministro da Saúde, Ricardo Barros.
Fruto da mobilização da CONACS e das várias reuniões ocorridas hoje, foi apresentado pelo Deputado Raimundo Gomes de Matos do Ceará, o PL 6437/2016, que dispõe sobre as atribuições do Agente Comunitário de Saúde e do Agente de Combate às Endemias, ampliando seu grau de formação profissional e estabelecendo condições para a implantação dos cursos de aprimoramento das categorias.
Na companhia da Presidente da Confederação Nacional dos ACS e ACE, Ilda Angelica Corrêa, da vice-presidente, Ruth Brilhante, e mais de centenas de representantes de todo o Brasil, o projeto de lei já foi discutido com Presidente da Câmara dos Deputados e com o ministro da Saúde.
Na nossa opinião, com reformulação em lei das atribuições dos ACE e ACS, a categoria será vista com outros olhos pelo Ministério da Saúde, diga-se de passagem, o responsável pelo pagamento do piso nacional da categoria.
Quanto aos vetos ao PL 210/2015, assim que for pautado, todos os agentes do País têm a obrigação de contribuir com a segunda maior mobilização dos agentes que Brasília já viu.  
Considerando que muitos Sindicatos não têm condições de mandar ônibus com caravanas e nem custear várias passagens aéreas, estamos lançando a seguinte proposta para todo País:
Os ACE e ACS de todas as cidades se organizam entre si, estabelecem uma quantia por agente e elegem um ou mais representantes para ir a Brasília. Assim a própria categoria pode custear uma ou mais passagens aéreas. Mesmo que os Sindicatos não tenham condições de bancar a passagem ou mandar caravanas, devem fazer um esforço e custear as demais despesas.
Antes que alguém diga é melhor mandar ônibus, chamo a atenção para os seguintes  detalhes:
Mandar ônibus de longe  é inviável, primeiro pelos custos com o ônibus, e segundo por causa das despesas com alimentação, banho etc, pois tudo é pago. Além disso, indo de ônibus são vários dias de viagem. Além do problema em liberar as pessoas do trabalho, se um dos passageiros  adoecer e precisar ser hospitalizado ou ocorrer algum acidente, perde-se a viagem por completo.
As caravanas de ônibus devem ir dos estados mais próximos, dos mais distantes a própria categoria DEVE e PODE fazer um esforço para mandar representantes de avião.
PORQUE DEVE?  A causa é do interesse de todos e se todos tem interesse, devem sim fazer seu reforço e não esperar apenas pelos sindicatos e associações, pois estes também enfrentam crise.
PORQUE PODE?  Por que muitos gentes sentam toda sexta feira numa mesa de bar e gastam R$ 20,00, R$ 30,00 ou até mais com bebida. Muitos gastam dezenas de reais com cigarro, com jogatinas etc.
Até quem não bebe, não fuma e não joga, tem outros vícios  que consumem sua renda.
Se é evangélico costuma dar além do dízimo, ofertas semanais durante os cultos, ajudar um irmão a pagar um aluguel a comprar uma sexta básica etc.
ATENÇÃO

Se tudo isso é possível, com organização e bom senso os ACE e ACS podem pagar uma ou mais passagens para seu representantes irem para Brasília. Basta fazer a vaquinha a partir de agora.
Agora conheça o PL que tornará algumas atribuições privativas dos ACE e ACS e ampliará o leque de atribuições, tornando-os indispensáveis para os municípios.


VEJA O PL DE RAIMUNDO GOMES DE MATOS


  PL 6437-2016 by Cosmo Mariz on Scribd
CONFIRA ALGUMAS DAS FOTOS DE HOJE

Nenhum comentário: