sábado, 21 de janeiro de 2012

ASSEMBLÉIA DO SINDAS 20-01-2011, DEPOIS QUE SE ESCUTOU A VERDADE NÃO SE QUIS ESCUTAR BALELAS.

A assembléia do SINDAS dia 20-01-2012, discutiu assuntos de grande importância para categoria. Um dos pontos mais importantes foi à aprovação do projeto de lei que trabalhei durante 3 semanas e poderá instituir uma gratificação para ACE e ACS no valor de 50% sobre o vencimento básico da categoria. A minha proposta prevê ainda, que a função de supervisor seja criada e, para exercê-la o supervisor terá que ser eleito pela turma, além de atender outros critérios. Além desse ponto esclareci tudo sobre o processo    dos R$ 50,00, a renovação do contrato dos temporários por mais 1 anos  e sobre a insalubridade dos agentes de 2008.
Só para lembrar, a assembléia  foi realizada por solicitação da categoria, justamente para ser esclarecido diversos assuntos, entre eles, algumas questões internas da Direção. Poucos não queriam que acontecesse aquele momento, inclusive Pte.  Salustino, que tentou desmobilizar a categoria avisando que a assembléia seria à tarde para os agentes não irem. Mas em resposta a mobilização feita pela maioria da direção e Conselho Fiscal que defendem a verdade e a honestidade na entidade, a categoria deu resposta e lotou o SESC.

IMAGEM: Jeová Lima
Para quem não intende o significado de um momento como este, gostaria de lembrar que: Nem sempre as direções de sindicatos falam a mesma linguagem; que se existe discórdia é por que não estão todos na mesma panelinha e nem são farinha do mesmo saco; que às vezes as “brigas de ideologias e opiniões” fazem com que os seres humanos evoluam e amadureçam para não repetir seus erros; que as pessoas que erram devem às vezes retratar-se e não tentar justificar erro gravíssimo com picuinha como ocorreu n assembléia.

Dessa vez o SINDAS entrará nos trilhos e se depender da maioria da Direção, do Conselho Fiscal e da maioria consciente de filiados, não permitiremos mais pouca vergonha e nem favorecimento politico na entidade.
VEJA O QUE EU FALEI SOBRE OS REAIS MOTIVOS DE BRIGAS NO SINDAS E SOBRE UM GRUPINHO QUE VEM ATRAPALHANDO A LUTA EM PROL DA CATEGORIA. OBSERVEM AQUELES QUE EM CERTOS MOMENTOS DEFENDEM OS ERROS E TENTAM ATRAPALHAR, MAS A CATEGORIA VAI OU NÃO DAR OUVIDOS.


VEJA AGORA A TENTATIVA DE SALUSTINO DE EXPLICAR O INEXPLICÁVEL. OBSERVE A REAÇÃO DA CATEGORIA E A FALTA DE ÉTICA DE ALGUNS DIRETORES QUE, AO INVÉS DE SE DEFENDEREM COM ARGUMENTOS BERRARAM NO MICROFONE DESRESPEITANDO A CATEGORIA.

AGORA ASSISTA O VÍDEO PRODUZIDO PELO FUTURO REPÓRTER, O AGENTE JEOVÁ LIMA. 



O Presidente José Salustino me acusou na assembleia e nessa entrevista, de me passar por Presidente assinando documentos e em algumas entrevistas. Em relação a assinar documentos, o Estatuto da entidade reza que: na ausência do Presidente a Vice-Presidente responde em substituição e que na ausência da Vice assume o Primeiro Secretário, se assinei estava amparado. Como podem observar não tem nenhum bicho, só não é justo o Pte. se ausentar para assuntos pessoais, romarias, passeios, confraternizações particulares ou em viagem de trabalho, a vice presidente não está e a categoria ficar esperando pela boa vontade dele voltar, quando certos expedientes tem urgência de serem enviados. Mas mesmo assim eles questionam: “o estatuto não especifica qual é a ausência, se é para fora de Natal ou  do Estado”. Tenha santa paciência, só não para Marte ou para Lua. segundo o Dicionário Aurélio AUSÊNCIA é: Substantivo feminino e significa Afastamento, falta de presença: constatar, notar uma ausência.
Fig. Inexistência, carência: ausência de qualquer critério.

Veja um dos ofícios assinados e observem bem o conteúdo e se perguntem: “ o que tem de errado nisso e em que prejudica a categoria”. Pura inveja e tentativa de vetar meu maravilhoso e dedicado trabalho. Já em relação às entrevistas, quero dizer que por causa das minhas denúncias contra a gestão no caso ITCI, contra a pouca vergonha da falta de vales, contra diversos erros administrativos, a imprensa pensa que sou presidente, mas pela atuação e desenrolar, jamais por eu ter dito, pois só saiu  uma ou duas entrevistas com nome de Pte. por engano deles e Salustino nunca reclamou e agora reclama, por que? Nas entrevistas na televisão que tem mais abrangência, sempre saiu como SECRETÁRIO DO SINDAS, pois nunca digo que sou presidente, diferentemente do que foi dito. Além de tudo, mando diversas notas para imprensa e todos sabem, que meu e-mail é assinado no final como: COSMO MARIZ- SECRETÁRIO DO SINDAS.

Nenhum comentário: