terça-feira, 30 de outubro de 2012

REPORTAGEM DO JORNAL DE HOJE

AGENTES DE ENDEMIAS PARALISAM ATIVIDADES


Natal pode começar o ano de 2013 com um surto de casos de dengue em toda a cidade. Esta é uma previsão do Sindicato dos Agentes de Saúde (Sindas/RN), que orientou os agentes de endemias da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) que estão sem condições básicas de trabalho a paralisarem as atividades.

Há mais de um ano, os agentes de endemias de Natal, estão trabalhando sem itens básicos para realização de suas atividades. Material de trabalho, bolsas, fardamentos, protetores solar e labial e até mesmo o vale-transporte, faltam a esses funcionários que mesmo assim continuaram tentando fazer o trabalho de combate à dengue. No entanto, devido às dificuldades enfrentadas, 120 agentes estão há três meses sem ir à campo e atualmente realizam outras atividades internas. Esse total corresponde a 25% dos 512 agentes do Município.

Diversas irregularidades são apontadas pelo sindicato para justificar as paralisações, que envolvem desde falta de material até problemas de saúde e financeiros. A categoria denuncia que muitos agentes estão de licença médica devido a problemas de saúde provocados pelo contato com o inseticida Novalorum, usado para eliminar o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue. Além disso, os 150 agentes temporários e terceirizados estão há dois meses sem receber salários, na justificativa de que a Prefeitura está renovando os contratos. Por não receberem vale-transporte há cerca de um ano, e sem dinheiro para pagar o transporte, muitos deles não vão trabalhar.

De acordo com Cosmo Mariz, presidente do Sindas/RN, as paralisações vão causar grandes impactos negativos à saúde pública, pois a campanha de combate à dengue será prejudicada. “No início do ano, o período de chuvas volta e propicia a proliferação da dengue.

Como os agentes não estão realizando as fiscalizações nas ruas e casas, não há um controle sobre os locais mais infestados com focos do mosquito. Sem esse levantamento, não será possível realizar no ano que vem uma campanha realmente efetiva no combate à dengue e o número de doentes com certeza vai aumentar”, disse Cosmo Mariz.

O Sindicato dos Agentes de Saúde (Sindas/RN) está tentando uma audiência na Câmara dos Vereadores, na tentativa de que estes intervenham na solução no problema e está organizando uma manifestação para expor o problema à população.

Segundo o presidente do Sindas/RN, Cosmo Mariz, a categoria não pretende deflagrar greve este não, pois não acreditam que a Prefeitura tentará resolver o problema nos últimos meses da atual gestão. “Deflagrar greve agora vai ser como chutar cachorro morto, pois esse problema se estende há muito tempo e a Prefeitura nada fez. Não acreditamos que prestes a deixar o poder, os gestores dêem importância à realidade dos agentes de endemias e aos problemas gerados por essas irregularidades. Esse vai ser mais um problema que a próxima gestão vai ter que resolver, pois há uma grande possibilidade de os agentes iniciarem o ano de 2013 em greve”, afirmou Cosmo Mariz.


Nenhum comentário: