sexta-feira, 24 de junho de 2011

AGENTES DE ENDEMIAS DE NATAL PODEM INICIAR GREVE NA PRÓXIMA SEMANA


Os agentes de endemias de Natal podem paralisar as atividades na próxima semana. A categoria se reunirá na segunda-feira, para decidir que medida será tomada, uma vez que a Prefeitura de Natal pode não efetuar o pagamento dos R$ 220 de auxilio alimentação, acordado em maio deste ano.
Durante o mês passado, os agentes de endemias da capital passaram 16 dias em greve e retornaram ao trabalho no dia 20, após a promessa de que a administração municipal pagaria o auxílio alimentação no final de junho, juntamente com os vencimentos. Entretanto, como o projeto para incluir o pagamento extra não foi votado, o Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Endemias do Estado (Sindas) teme que o acordo seja descumprido.
De acordo com o secretário do Sindas, Cosmo Mariz, os agentes estão insatisfeitos com as condições de trabalho e não descartam a possibilidade de retomar a greve, já na próxima semana. “Da data do acordo para cá já se passaram mais de 30 dias, tempo suficiente para votar o PL e implantar o auxílio na folha. Desde o dia 3 de junho entrei em contato com Advogado da SMS (Secretaria Municipal de Saúde), doutor Thobias, e com procurador Heider Neto, cobrando agilidade nos trâmites burocráticos, para evitarmos o que hoje é uma realidade, ou seja, o descumprimento do acordo de pagar o auxilio de R$ 10,00 por dia trabalhado junto com salário desse mês”, detalha.

Mariz afirma que a situação se agrava pelos agentes disporem de uma única camisa para usar durante o trabalho, além de não receberem o terço de férias e não haver um local digno para utilizarem como pontos de apoio. “Estamos prontos para apoiar o que a categoria decidir e, esperamos que, a Secretária de Saúde e Prefeitura entendam nosso posicionamento, afinal cumprimos com o acordo e voltamos a trabalhar. Faltou a Prefeitura fazer a parte dela no acordo”, ressalta.
Parnamirim
O secretário do Sindas lembra que os agentes de saúde de Parnamirim pretendiam iniciar uma paralisação na quarta-feira passada (22), mas o secretário de Saúde Marciano Paizinho, solicitou um prazo até a próxima quinta-feira (30) para conversar novamente com a categoria. “Depois de colocar em votação, os agentes acataram o pedido. Talvez a greve dos agentes de Natal e de Parnamirim poderá ser conjunta e para isso não acontecer, vai depender das gestões de ambas cidades”, prevê Mariz.

Nenhum comentário: