quinta-feira, 2 de junho de 2011

AGENTES SEM LARVICIDA

Os distritos Norte e Oeste - as áreas de Natal  com o maior número  de casos de pacientes com  dengue - estão sem larvicida há pelo menos oito dias, conforme denunciou o Secretário do Sindicato dos Agentes de Endemia, Cosmo Mariz. “A situação é muito grave na zona Norte, onde falta água constantemente e a população tem de guardar água em vasilhas e em outros reservatórios”, exemplificou. A falta ocorre porque  Secretaria Estadual de Saúde já distribuiu para todos os municípios do RN,  onde existem casos registrados da epidemia de dengue, o  novo larvicida Novaluron que foi repassado pelo Ministério da Saúde. A única cidade que não recebeu foi Natal. Segundo Cristiana Souto, diretora do Departamento Municipal de Vigilância Sanitária em Saúde, Natal está  atendendo a uma nota técnica do Ministério, e só vai fazer o pedido do larvicida depois que todos os 512 agentes de endemia fizerem um exame de metahemoglobina para prevenir contra qualquer situação adversa por causa do seu manuseio.
“Dado a situação que estamos vivendo, eu mesmo solicitei a possibilidade de se adiar o uso do Novalorum”, explicou ela, a respeito da reunião que o coordenador nacional do Programa de Combate à Dengue do MS, Giovanini Evelim Coelho, teve em Natal na sexta-feira, dia 27, com os órgãos públicos envolvidos no combate ao mosquito aedes aegepty. Ela explicou que em razão desse tipo de exame não ser feito em Natal, solicitou-se a Giovanini Coelho que em Natal fosse usado, pelo menos por mais dois meses, o antigo larvicida.
Cristiana Souto disse que até a chegada do antigo larvicida,  os agentes de endemia “vão eliminando os depósitos encontrados e fazendo o trabalho educativo junto à população de manterem os depósitos de água limpos”. O técnico da Subcoordenadoria de Vigilância Ambiental (Suvan) da Sesap, Walter Luiz dos Santos, já foi solicitado, oficialmente ao Ministério da Saúde, que o larvicida seja enviado, mas ainda não sabe dizer a data certa da chegada do produto à Natal.

Nenhum comentário: