domingo, 6 de janeiro de 2013

AMBULÂNCIAS DO SAMU DEIXAM DE SALVAR VIDAS POR INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO DO RN


Dezenas de vidas deixam de ser salvas diariamente no Rio Grande do Norte, porque as ambulâncias do SAMU ao conduzirem vítimas para o Hospital Walfredo Gurgel, ficam impedidas de sair de lá, simplesmente porque as macas não são devolvidas, impossibilitando, portanto, que as ambulâncias saiam para atender outras ocorrências.
Fui testemunha desse absurdo no dia 01/01/2013, quando acompanhei um amigo que teve sua filha de 9 anos atropelada. A ambulância do SAMU socorreu a garota por volta das 10:45h, dando entrada no HWG às 11:20h e lá permanecendo na maca até às 14:30h até a chegada do neurologista.
Enquanto aguardava do lado de fora do Hospital, observei que além de uma ambulância que estava no estacionamento desde a hora que cheguei, existiam mais 03 em fila única na frente do Hospital. Para quem chegava à primeira impressão era de que no feriado de 01/01/2013 houveram  muitas ocorrências, mas não era.
 Impaciente, questionei com vigilante o porquê de tantas ambulâncias paradas há mais de 2 horas. Ele me disse que as ambulâncias aguardavam as macas, pois não há macas suficientes no Walfredo e enquanto o paciente não é atendido às macas das ambulâncias não são liberadas.
Com a chegada do neurologista a garotinha a garotinha foi transferida para pediatria ainda na maca da SAMU. Em conversa com o pai relatei o absurdo das ambulâncias e ele foi à pediatria para pedir para liberar a maca, isso tudo já por volta das 15:50h.
Quantas vidas essa ambulância deixou de salvar das 11:20h às 15:50? E as outras que já se encontravam impedidas de sair? Quantas vidas serão perdidas por causa da incompetência do Governo do Rio Grande do Norte e da Direção do maior Hospital de urgência e emergência do RN?
As fotos abaixo mostram a pouca vergonha que relatei, além da saída da maca que a garota estava desde as 10:45h até às 15:50h. 
AMBULÂNCIAS IMPEDIDAS DE SAIR SEM MACA
IMAGENS: Cosmo Mariz
MACA PRESA DAS 11:20H ÀS 15:50H

Nenhum comentário: