sábado, 12 de outubro de 2013

SECRETÁRIO DE PARNAMIRIM É ACUSADO DE ABUSO DE PODER, INVASÃO DE ESTABELECIMENTO COMERCIAL, TRÁFICO DE INFLUÊNCIA E CONSTRANGIMENTO ILEGAL.


Segundo comerciantes de Parnamirim, o Secretário da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos – SEMSUR, Sr. Bruno Pereira de Araújo Coelho, em uma investida com interesses pessoais para favorecer um amigo e concorrente dos comerciantes do entorno do mercado público de Parnamirim, agiu de forma ilegal, truculenta e imoral, expulsando várias famílias dos seus quiosques.
Um dos comerciantes, Sr. Zenon Alves afirma que o problema é antigo, pois já teve seu quiosque misteriosamente incendiado, e quando consegue se reerguer e reformar tudo, o Secretário da SENSUR apareceu perturbando e o ameaçando, o que leva a crer, Segundo Zenon, que tudo isso é fruto da amizade do Secretário com um de seus concorrentes, que também possui um quiosque no entorno do mercado.
Como os comerciantes não cederam as investidas do Secretário, no dia 27 de setembro de 2013, utilizando-se do poder de polícia conferido pelo exercício da função, Bruno Pereira de Araújo Coelho compareceu pessoalmente nos quiosques, munido da intimação 0220/2013, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e do Desenvolvimento Urbano – SEMUR, assinada pela Gerente de Fiscalização Ana Angélica, na qual determinava a retirada das alterações nas instalações, que outrora foi incendiada e reerguido pelo comerciante.
Um fato o tanto quanto curioso, pois em todo momento a única fiscalização que havia sido feita, foram as próprias investidas do Secretário da SEMSUR e não da SEMUR, que sequer compareceu ao local através de um dos seus agentes. Pelo contrário, foram conferidos poderes e entregue ao Próprio Bruno, uma intimação de outra secretaria, com a qual o Secretário deixou seu gabinete e pessoalmente mandou ver contra os pais e mães de família que só querem ganhar o pão de cada dia. Mais curioso ainda, é que o Próprio Secretário foi pessoalmente resolver tudo, seria a confirmação da acusação de tráfico de influência?
No dia 09/10, quando os comerciantes estavam trabalhando normalmente e de lojas cheias, o Sr. Bruno apareceu dirigindo um veículo da sua Secretaria, acompanhando de alguns dos seus subordinados e uma viatura da Polícia Militar.
A partir dali foi tocado o terror. O Secretário invadiu os quiosques, jogou todos os pertences dos comerciantes na rua, constrangeu e humilhou todos o quanto pôde. Pra ele no momento, pouco importava se estava cometendo crimes, pois o interesse era fazer valer seus interesses pessoais.
Os próprios policiais e servidores da Prefeitura que acompanhavam Bruno, pediam desculpas aos comerciantes, e diziam baixinho: “isso tá errado, a agente não tem nada a ver com isso”.
A prova maior de todo o abuso, é que nem motorista ele conseguiu pra dirigir a viatura da Prefeitura, ao certo os servidores de bom senso se recusaram e ele próprio deixou o posto de Secretário e assumiu o posto de fiscal e motorista.
Como os comerciantes não estão desamparados, o advogado de Parnamirim Dr. Walter Pereira de Lima, além do processo que já havia ingressado na Vara da Fazenda Pública, contra Ana Angélica, ingressou com mais dois contra o Secretário Bruno e ingressará com outro, dessa vez contra o Município de Parnamirim, pois o agente público rasgou a Constituição Federal no exercício das funções.

VEJA A MATÉRIA GRAVADA POR JEOVÁ LIMA

Nenhum comentário: