terça-feira, 11 de junho de 2013

MUDANÇA DE REGIME DOS AGENTES DE NATAL FOI QUESTIONADA PELA RECEITA FEDERAL

Caros companheiros e companheiras agentes de Natal, fico muito triste, por causa de alguns questionamentos e injustiças cometidos por alguns colegas, que no calor da emoção e com único pensamento em reajuste, esquecem que nós também recebemos o mesmo salário e sabemos da sua defasagem. Até seria aceitável, se os questionamentos fossem porque se ver algumas conquistas de outras cidades filiadas, mas mesmo se fosse, os agentes de Natal deveriam refletir um pouco, pois na maioria dessas cidades os agentes vivem desde 1994 com um salário mínimo. Em algumas prefeituras sequer a insalubridade recebiam. Antes de tudo, os agentes de lá tem os mesmos direitos dos associados de Natal tem, mas com uma diferença, a necessidade deles é mais urgente e lá não tem um plano de cargos que os prende aos demais servidores da saúde como é em Natal. Além das mais cruéis dificuldades, a angustia da distância do sindicato para resolver as questões deles, a falta de vales, a “falta de tudo” aliado ao fato de que a barriga deles e de seus filhos já estão calejadas de fazer milagre com um salário mínimo pra em média de 3 pessoas. É por essas e outras que saímos madrugadas a dentro pra reuniões distantes e não temos hora de chegar em Natal. Alguém ai sabe o que é abandonar a própria família pra ajudar a família dos outros?
Uma pena. Viva o egoísmo e diretor que se ferre, será que é assim que se pensa? Porque infelizmente é o que dar a entender.
Diferente do que alguns injustos dizem, OS AGENTES DE NATAL NÃO ESTÃO E NEM JAMAIS ESTARÃO ESQUECIDOS POR NÓS, por motivos óbvios, 1º porque são filiados e tem direitos e 2º porque temos compromisso por quem nos apoiou em massa nas eleições do SINDAS. Desde que assumimos não paramos um só instante. Moralizamos o SINDAS que era um clamor da categoria pra não ver o sindicato acabar; Quitamos um carro financiado e compramos outro zero quase a vista, pra parar de pagar taxi; reestruturamos a sede com novos materiais de expediente; temos um processo pronto sobre uma gratificação pra todos que já está em discussão; estamos em negociação permanente com a gestão sobre o reajuste da data base, o que só acontecerá se for pra todos da saúde; ganhamos uma ação coletiva recente pra liberar o dinheiro do FGTS de todos, sem que para isso seja preciso pagar a advogado; conseguimos assegurar a entrega do fardamento e tênis os ACS, que há anos não era fornecido nada; para os de endemias poucas coisas foram entregues, mas o restante está licitado em breve será disponibilizado; asseguramos que os agentes de endemias não fossem penalizados por cumprir expediente sem ir a campo por falta de condições, o que tivemos que ir a campo brigar com muitos que queriam continuar trabalhando sem condições alguma etc.
Além de tudo isso companheiros, existem outras ações nossas que não são mostradas, para evitar desespero e aflição. Resolvemos problemas que não são fáceis. Somos capazes e por isso a maioria de 70% dos associados nos confiou um mandato de 4 anos.
A revelação abaixo é de arrepiar, mas vai servir principalmente para alguns críticos verem que Natal não está esquecido, e atentarem sobre a responsabilidade e cuidado que temos com nosso maior patrimônio “A NOSSA ESTABILIDADE FUNCIONAL”. Gostaria que todos colocassem de uma vez por todas na cabeça, que o fato de em Natal não ter tido reajuste não depende de sindicato A ou B.
Existe uma conjuntura de fatores que dependemos. A principal delas é o fato de sermos todos estatutários e regidos pelo plano de cargos da saúde que mais de 12.000 servidores fazem parte. Ou estabilidade funcional e um plano de cargos não era o maior pleito de todos os agentes? infelizmente o PCCV ainda não foi sentido no bolso, mas essa hora chegará.
Vejam com atenção o processo e a defesa que fizemos, que ajudou segurar a receita, mas que não sabemos se virá mais chumbo grosso por aí. Graças a nós já livramos a categoria de 2, essa e outra no Tribunal de Justiça que questionou a constitucionalidade do Art. 29 do PCCV.
Agora vejam abaixo a nossa atitude que ajudou Município pensando em TODOS. Mas infelizmente ainda tem agente de Natal que diz que está esquecido pelo SINDAS.

Será que algum agentes estariam acordado trabalhando na hora que mandei esse ofício para PGM? que é mais um parecer jurídico do que um simples ofício. Será que tinha um advogado acordado nessa hora pra eu consultar? claro que não.

será que algum sindicalista de outro sindicato perde sequer uma novela pra se dedicar o quanto nos dedicamos?

Isso ninguém ver! aos injustos, peço de coração que leiam, releiam e atentem para importância do nosso trabalho. Um trabalho sério, dedicado e cuidadoso. Não fomos eleitos pra dar atenção a picuinha e nem muito menos para receber punhaladas de injustiça.

“Só fico até o dia que achar que vale a pena, se cansar Adeus e meus pêsames, porque sei o quanto me dedico aos agentes. Minhas esposa e filha que o diga.”
Desculpem o desabafo 
OFÍCIO ENVIADO A PGM PRA PREPARAR A DEFESA DA PREFEITURA E NOSSA É CLARO.

Nenhum comentário: