quinta-feira, 11 de junho de 2015

AUDIÊNCIA PÚBLICA NA CÂMARA DE EXTREMOZ REJEITA PL PARA CRIAR PREVIDÊNCIA PRÓPRIA

Na noite de ontem(10-06-2015), a convite do Presidente da Câmara de Extremoz, o SINDAS marcou presença num importante debate sobre o projeto de lei enviado pelo Prefeito, que prevê a criação odo regime de previdência própria do Município de Extremoz.
Na nossa fala, explanamos em uma linguagem que todos compreendessem o que é o previdência própria, seus benefícios e malefícios etc.
Esclarecemos erros  grotescos do PL que iriam prejudicar os servidores e esclarecemos para todos os presentes, quais são os verdadeiros objetivos da Prefeitura instituir o regime próprio de previdência.
Como muitos vereadores fugiram do debate por orientação do Prefeito, deixamos um recado de peso para todos os vereadores ausentes e para a Gestão Municipal, através de duas câmeras que filmavam toda a audiência.
Dissemos para aos vereadores: " Fiquem atentos senhores vereadores, que esse projeto vai prejudicar os servidores e que aprovar se prepare para rejeição dos servidores e seus familiares. Pensem bem antes de apoiar essa pouca vergonha, porque o Prefeito já está com as contas batidas, pois não pode mais ser candidato, já vocês podem ir para o próximo mandado se os eleitores quiserem. Cuidado que vocês podem ter centenas de cabos eleitorais fazendo campanha contra se vocês apoiarem essa proposta do Prefeito ..." 
PARA PREFEITURA DEIXAMOS O SEGUINTE RECADO: 
" Os secretários não estão  aqui, porque não terão uma vaguinha no cabide de empregos que o projeto de lei cria e porque mandaram filmar pra assistirem depois, mas já que estão sendo filmando avisamos que os servidores não permitiram a aprovação desse projeto e  se mobilizarão para convencer cada vereador. 
No final da audiência arrancamos o juramento do Presidente da Câmara que o PL não será pautado as escondidas e antes de pautar será avisado a todos os sindicatos e servidores interessados.
Participaram da audiência: SINDAS, SINTE, SINDSAÚDE NÚCLEO DE EXTREMOZ, SINDICATO MUNICIPAL, SINDGUA, representante do INSS, Vice-Prefeito(como ouvinte), 4 vereadores dos 9 existentes no Município e servidores e população civil organizada.

Nenhum comentário: