domingo, 20 de julho de 2014

ESCLARECIMENTOS SOBRE TERMO DE COMPROMISSO DE PAGAR OS DIAS DE GREVE

Caros companheiros e companheiras ACE e ACS de Natal, que participaram da última greve, vimos fazer alguns esclarecimentos a respeito das calúnias disseminadas nas unidades de saúde de Natal, dando conta de que SINDAS, SINSENAT e Sindicato dos Odontólogos fecharam um acordo com a SMS, para os servidores pagarem os dias de greve aos sábados.
Não existe nenhum acordo nesse sentido. Na última Mesa de Negociação Permanente do SUS - da qual o SINDSAÚDE não participou porque não quis -, foi anunciado pela gestão, que as faltas já descontadas não seriam devolvidas, salvo se os servidores se comprometessem a pagar os dias de greve.
Foi informado ainda, que para poder receber os dias descontados, os servidores teriam que assinar um termo de compromisso. Aberta a discussão na mesa, o SINDAS e SINSENAT concordaram que os grevistas que não permaneceram em greve depois dia 26/06, fossem isentados de pagar os dias.
Para que os servidores que ficaram em greve depois do dia 26/05 não fossem prejudicados, os sindicatos concordaram com a proposta do Sindicato dos Odontólogos, de primeiro devolver dos dias descontados e depois discutir uma compensação dos dias, já que todos seriam prejudicados se a devolução não ocorresse.
Foi anunciada oficialmente, a determinação do Prefeito de Natal de cortar o ponto dos servidores que continuaram em greve a partir do dia 23 de maio. Depois do anúncio e por causa dos avanços nas negociações da data base, o SINSENAT e o SINDAS acabaram a greve dia 23/06/2014.
O SINDAS realizou apenas uma assembleia dia 26/05/14, mas voltou todos ao trabalho, ausentando-se do campo apenas, para participar das vigílias da votação na Câmara.
No nosso caso só foi aceita a justificativa de que não estávamos mais em greve depois do dia 23/05, por que falamos diretamente com Chefe de Gabinete e explicamos os nossos motivos. Só assim ele garantiu o abono integral das faltas. 
Os sindicatos que acabaram a greve até o dia 26 de maio, tiveram a garantia que não seriam descontados os dias de greve, mas por causa da continuidade da greve do SINDSAÚDE, no fechamento da folha não distinguiram quem estava em greve, de que participou apenas das vigílias na Câmara, e colocaram algumas faltas nos agentes e demais servidores.
Mesmo sem a presença do SINDSAÚDE, na mesa SUS foi discutido que era justo devolver os dias descontados, inclusive, para os que permaneceram em greve depois do dia 26/05/14, mas a SMS não abril mão. Sabendo que a única saída, pra que os servidores não ficassem sem salário, seria a compensação dos dias, SINDSAÚDE não participou da reunião, mesmo tendo sido avidado com antecedência. Tudo foi proposital, por que eles já se sabiam que a Prefeitura não iria devolver os dias da greve.
Como foi anunciado pela Prefeitura que os descontos de quem permaneceu em greve depois do dia 23/05/2014, só seriam devolvidos com a condição de discutir a compensação dos dias parados, os sindicatos presentes na reunião concordaram com a devolução, mediante posterior discussão de compensação dos dias, se não, nem a devolução seria feita e os servidores ficariam sem salários.
Depois de fugir da mesa SUS, o SINDSAÚDE passou a jogar os servidores contra a gestão e contra a mesa SUS, e tenta jogar a responsabilidade da continuidade de uma greve irresponsável, encima dos sindicatos que não tem culpa alguma. Pelo contrário, se não fosse à proposta do Sindicato dos Odontólogos, apoiada pelos demais sindicatos, nem seria feita a devolução e nem haveria a possibilidade de discussão de compensação dos dias. Onde estava eles nesse momento crucial?
ATENÇÃO AGENTES DE SAÚDE: Não temos nenhuma responsabilidade pelos prejuízos de quem permaneceu em greve depois do dia 23/05/2014. Orientamos a todos que participaram da greve do SINDAS que não assinem nenhum termo de compromisso para pagar dias de greve, por que voltamos ao trabalho dia 26/05/2014. Mesmo que a direção do posto afirme que é pra assinar não assinem.
O termo de compromisso é para quem permaneceu em greve depois do dia 26/05/2014, o que não é o caso do SINDAS.
Quem teve falta por estar em greve depois da data acima, que procure seu sindicato para saber como irá receber os dias descontados se não assinar o termo de compromisso de compensar os dias de greve.
Nós do SINDAS depois das calúnias lentadas não assinaremos nenhum documento da SMS, mesmo que seja pra ajudar quem permaneceu em greve.

 Não temos responsabilidade pela greve dos outros e já que acusaram injustamente o SINDAS, SINSENAT e o SOERN de prejudicar os servidores, quando na verdade ajudamos a garantir a devolução do que foi descontado, agora que procurem resolver com a secretaria. Cada um que assuma sua responsabilidade e não fuja das reuniões propositadamente, para jogar a culpa nos outros. 
FONTE:  BLOG DO SINDAS/RN

Nenhum comentário: