quinta-feira, 5 de novembro de 2015

HÁ MAIS DE 15 DIAS SOLICITAMOS UMA REUNIÃO COM SECRETÁRIO DE SAÚDE DE NATAL, MAS SÓ HOJE ELE NOS RECEBEU

Diante dos problemas causados aos agentes de endemias de Natal, com a nova metodologia de trabalho adotada pelo CCZ, havíamos solicitado uma reunião com Secretário Luiz Roberto, mas só hoje a reunião aconteceu na Sede da SMS.
Os pontos discutidos com SINDAS foram: 1-Projeto Vigia Dengue adotado pelo CCZ sem ouvir a categoria; 2-reajuste com auxilio alimentação, 3-PMAQ encaminhado pelo SINDAS e 4-condições de trabalho dos ACE e ACS e problemas específicos dos agentes novatos.
Aproveitamos a reunião para protocolar o ofício solicitando que sejam discutidos dois pontos específicos na mesa SUS do dia 11/11, quais sejam: alteração da lei do plano de cargos e quebra da isonomia com a criação da carreira médica.
Sobre o projeto Vigia Dengue do CCZ, o SINDAS e os ACE presentes fizeram todos os questionamentos da categoria. Solicitamos que seja feita uma reunião por distrito, para que a categoria seja ouvida, afinal os ACE é quem irão executar o trabalho.
 Deixamos claro que não poderia ter sido adotado um novo método de trabalho, sacrificando os agentes e sem ouvi-los. Sobre esse assunto o Secretário solicitou que seja feita as reuniões com os ACE de todos os Distritos de Natal.
Sobre o reajuste do auxílio alimentação para R$ 15,00, fizemos as cobranças devidas e criticamos o fato do PL ainda não ter sido enviado à Câmara. O Secretário pediu desculpas, mas garantiu que já está tudo finalizado e o PL será enviado para Procuradoria, da Procuradoria irá para o Gabinete do Prefeito e será enviado para os vereadores votarem. Como o PL já está todo finalizado, a expectativa do SINDAS é que seja enviado pra votação até o dia 15/11, mas para que isso ocorra teremos que ficar na cola do PL.
Sobre o PMAQ demos outra prensa no Secretário, porque essa discussão já deveria ter sido encerrada e encaminhada pra Câmara. O Secretário nos disse que já está tudo certo. Será feita uma reunião na próxima semana para finalizar os últimos detalhes do PL e enviará para Câmara. Ele garantiu que até dezembro o PMAQ será encaminhado e concretizado o compromisso assumido com SINDAS.
Sobre os problemas das condições de trabalho dos agentes, foi assegurado pelo Secretário que até o final do mês todo fardamento será entregue aos ACE e ACS. Que as melhorias no Programa Dengue serão viabilizadas.  
Foi dito ainda que em relação aos problemas enfrentados pelos novatos, a culpa seria da SEMAD. Essa versão do Secretário foi desmentida, porque vários problemas relacionados aos direitos dos novatos são culpa da SMS e seus setores que não dão celeridade nos processos.
Solicitamos que a insalubridade dos novatos seja implantada sem necessidade de burocracia, mas o Secretário disse que não dará tratamento diferenciado a ninguém e o trâmite processual deverá ser seguido, porque outras secretarias exigem isso.
Considerando a negativa do Secretário, nos comprometemos fazer uma reunião com todos os novatos e identificar cada caso que depende da celeridade da SMS e encaminhar. Ele assegurou que o que depender da SMS será agilizado.
Não discutimos outros pontos, porque estes são objeto da Mesa SUS e da greve unificada, mas o Secretária antecipou:
“A criação da Carreira Médica já está definida e a Gestão não voltará atrás. É decisão da Gestão e os Sindicatos não irão interferir e pode fazer greve que não vai adiantar”.

Essa é a prova que os servidores devem aderir à greve em peso. O Secretário está decidido valorizar só os médicos e ignorar a importância dos demais servidores. 

Nenhum comentário: