quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Agentes de endemias têm atividades paralisadas por falta de vales-transporte

MATÉRIA DO JORNAL NO MINUTO.COM

De acordo com o primeiro secretário da instituição, Cosmo Mariz, os agentes paralisaram suas atividades desde o começo do mês, pois a Natalcard, empresa que recarrega os cartões dos agentes, alega que existe uma dívida em aberto no valor de quatro milhões de reais.

Cosmo Mariz também informou que tentou solicitar que os agentes passassem a trabalhar perto de suas residências para não prejudicar o trabalho, porém a solicitação também não foi atendida.

“Chegamos a pedir que enquanto a situação não se resolvesse nós continuássemos trabalhando perto de casa, mas não fomos atendidos. Nos resta aguardar agora por um retorno da SMS”, informa o secretário do Sindas.

Hoje aproximadamente 120 agentes estão com suas atividades paralisadas, onde cada um atende 23 casas por dia e tem uma média semanal de 13.800 residências sem atendimento. “Queremos retomar os trabalhos o mais rápido possível, porém não depende única e exclusivamente de nós. Quem sairá prejudicada mais uma vez será a população”, diz.

Agentes de Parnamirim também podem paralisar as atividades

Os agentes de Parnamirim também aguardam pelo cumprimento de parte do acordo firmado na última paralisação, em julho deste ano, onde se não for acertado o aumento salarial e a questão dos vales alimentação, eles retomarão a greve nesta quinta-feira.

Entre os pontos acordados e cumpridos estão a mudança de CLT para estatutário, o fardamento e equipamento de proteção individual e o abono das faltas de greve. Segundo o Sindas, os agentes trabalham das 7h às 11h e das 13h às 17h, não havendo nenhuma condição de se deslocarem em um intervalo de duas horas para almoçar em suas residências.

As propostas que foram apresentadas no mês de Julho são:

1. Aumento salarial - (pendente e em discussão);
2. Mudança de regime de CLT para estatutário - (cumprida);
3. Fardamento e equipamento de proteção individual (EPI) - (cumprida);
4. Fornecimento de vale refeição - (pendente);
5. Abono das faltas da greve - (cumprida).
FONTE:  LEIA

Nenhum comentário: