quinta-feira, 22 de setembro de 2016

REUNIÃO COM AGENTES E ENFERMEIRAS DA USF GRAMORÉ

IMAGENS; CARLOS ALEXANDRE
Na tarde dessa quinta feira (22/09), nos reunimos com agentes de saúde da Unidade de Gramoré, para discutir vários problemas, entre eles, o problema dos agentes preencherem receitas para o médico assinar, marcarem consulta etc.

O SINDAS acima de tudo orienta que nenhum agente de saúde preencha receita, porque o médico ganha para isso. Ademais qualquer erro no preenchimento que prejudique o paciente ou até leve-o a  óbito, antes do médio ir preso leva o agende de saúde junto. É uma imaturidade os agentes de saúde acharem que preencher receita é atribuição.

Além de não ser uma atribuição dos agentes de saúde, essa simples questão pode prejudicar o ACS. Por essa razão, não caiam na conversa de diretor de unidade, de médico ou de enfermeiras. Se recuse é seu direito.

Estamos fazendo esse alerta, porque esse problemas estão ocorrendo em todo País, simplesmente, porque dizem que é função dos agentes e eles fazem sem antes consultar o sindicato.  Depois que se coloca no costume fica difícil cortar já que a população é a primeira a reclamar.

Na reunião alertamos que existem dois Termos de Ajustamento de Conduta celebrado entre a Prefeitura de Natal e Ministério Público Federal do Trabalho. Um proíbe o desvio de função de agentes de saúde e o outro proíbe o assédio moral no meio ambiente de trabalho. Nos dois TACs a multa chega a R$ 100.000,00 por cada ato de descumprimento.

Se por ventura a Prefeitura de Natal for obrigada a pagar uma multa dessas, por culpa de algum agente de saúde desviado de função por conivência da direção do posto de saúde, se prepare, a Prefeitura entrará com uma ação regressiva para você pagar o prejuízo que a Prefeitura venha a ter com a multa por sua causa.

Não tenha dúvida que quem deu causa ao prejuízo indenizará a Prefeitura até o fim da vida. É o velho dito popular: “ a corda sempre arrebenta do lado do mais fraco”.

Fiquem atentos, a historinha que os ACS faz desvio de função pra ajudar, porque se não fizer a unidade para, se não ficar no arquivo não tem prontuário, se não ficar na farmácia dando uma força quando não tem farmacêutico ou se não marcar as consultas o povo é quem sofre etc. Nada disso vai lhe ajudar quando a bomba cair na sua cabeça. O primeiro a tirar o bracinho da seringa será o diretor ou administrador da unidade. Quando você perceber estará só e em maus lençóis.

Além dos problemas administrativos, tiramos muitas dúvidas sobre várias questões que envolvem a categoria, em especial o processo dos 50, quinquênio, ações judicias, aposentadoria especial, ponto eletrônico etc.

Saímos da unidade com a sensação de dever comprido e muito agradecidos pela receptividade e participação das enfermeiras na reunião.


Reafirmamos que os 15 diretores do SINDAS estão a inteira disposição da categoria. É só chamar e esperar organizarmos a agenda para fazer a visita.

Nenhum comentário: