sexta-feira, 10 de maio de 2013

SINDAS SE REÚNE COM SECRETÁRIO DA SEGELM PARA DISCUTIR ASSUNTOS DE INTERESSE DOS AGENTES DE NATAL.


Nos reunimos com Sr. Secretário da SEGELM Dionísio, com Seu Secretário Adjunto Álvaro e com chefe da folha de pagamento, Sr. Fábio, para debatermos várias demandas de interesse dos agentes de saúde.
Entre os pontos de pauta, discutimos a baixa das carteiras de trabalho dos agentes, o pagamento dos terços de férias em atraso, a correção nos auxílios transporte dos agentes que só estão recebendo duas passagens dia, a manutenção dos agentes temporários na folha e pagamento de INSS em aberto, a informação correta da RAIS para pagamento do PASEP, o pagamento do salário família para os agentes de saúde, entre outros assuntos.
Sobre a baixa das Carteiras, ficou definido que assim que o Juiz notificar que o Processo do FGTS coletivo transitou em julgado, O SINDAS recolherá as carteiras para ele dar baixa em substituição ao Prefeito. Sobre os casos de terços de férias atrasados, o Secretário se comprometeu conosco de no próximo boletim publicar todos os processos pendentes, que estão no âmbito da SEGELME. Sobre a correção nos auxílios transporte, fomos informados, que esse problema é oriundo da Secretaria de Saúde, mas que se buscará uma saída breve.
Sobre os salários famílias negados, o secretário pediu que encaminhássemos todos os casos isolados para ele resolver, pois diante dos nossos argumentos ele disse que não têm motivos de ser negado. Sobre a informação da RAIS, nos foi garantido que já havia sido informada, e que, as informações foram feitas corretamente. O Chefe da folha, nos informou que realmente pela média salarial os agentes poderão receber PASEP este ano.
Sobre o salário família, considerando nossos argumentos, os agentes de saúde como um todos têm sim direto ao salário família, pois estão abaixo de dois salários mínimos como manda a lei.

“Mesmo dedicado as causas do interior do Estado, onde os agentes sobrevivem com R$ 678,00, não perdemos o foco de Natal. O SINDAS é assim, como coração de mãe, onde sempre como mais um, e que prioriza momentaneamente o filho mais necessitado no momento.”


Nenhum comentário: