quinta-feira, 7 de julho de 2011

NOTA OFICIAL DA PREFEITURA SOBRE GREVE DOS AGENTES DE ENDEMIAS DE NATAL

Só estou publicando essa nota porque ela se tornou oficial e não se trata  mais  de boatos. Se é oficial, pode sim ser feito a publicação. Pode ser ruim ou boa a informação, omitir jamais , principalmente porque tenho respeito aos leitores do meu blog Diferente do que um dos companheiros que é leitor do blog escreveu na janela de dúvida, vejamos o que ele disse: 

7 Jul 11, 10:46
ricardo: Porque voces estao escondendo o possivel corte de ponto da gente? nao vi nada no seu blog sobre essa possibiliadade. devemos saber a verdade mesmo que seja ruim. de onde partiu esse boato foi de vc?

A Prefeitura de Natal, nos dois últimos anos, concedeu uma série de benefícios aos trabalhadores agentes de endemias do município. A categoria foi contemplada pela política de valorização do servidor público municipal, resultante da implementação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos. Todos os agentes, por exemplo, obtiveram melhorias salariais reais. Outro avanço considerável foi a conquista da estabilidade no emprego com a transformação da função de celetista para estatutária. Além disso, o município está implantando o auxílio alimentação no contra cheque destes servidores. Esse benefício foi consolidado com a aprovação de lei junto à Câmara Municipal, no final de junho, tendo sido sancionado pelo Poder Executivo Municipal. O auxílio será depositado na folha de pagamento de julho.


A Prefeitura de Natal lamenta a atitude dos agentes que, antes de buscar uma conciliação, deflagraram greve, sem qualquer aviso preliminar à Secretaria Municipal de Saúde, no momento em que a cidade vive uma epidemia de dengue. A categoria não fundamentou a paralisação em qualquer descumprimento de obrigações legais por parte da Prefeitura do Natal. Tudo isso denota uma clara banalização do direito de greve garantido pela legislação brasileira. Diante do exposto, o Município de Natal adotará, com base nos princípios da legalidade e prestigiando o interesse público, postura rigorosa e irreversível, determinando o corte do ponto dos servidores que não comparecerem ao trabalho e a solicitação de reconhecimento judicial da ilegalidade da greve.

Nenhum comentário: