quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

CONTRATO DOS 150 ACE TEMPORÁRIOS SERÁ RENOVADO ATÉ O CONCURSO EM 2012, ASSEGURA SMS



A diminuição dos índices de infestação predial em Natal foi proporcionado pelo aumento do efetivo de agentes de endemias pelo Departamento de Vigilância à Saúde da SMS. Após o polêmico contrato de R$ 8 milhões para a terceirização das ações de combate ao mosquito ter sido cancelado pelo Município em abril deste ano, os 150 profissionais previamente contratos pelo Instituto de Tecnologia, Capacitação e Integração Social (ITCI), foram absorvidos pela Prefeitura de Natal, após recomendação da Promotoria de Defesa da Saúde. 

 De acordo com o secretário do Sindicato dos Agentes de Endemias (Sindas), Cosmo Mariz, o aumento do efetivo foi de suma importância para a redução da quantidade de focos do mosquito nas residências e prédios comerciais. "Em 2011, pela primeira vez após muitos anos, nós conseguimos realizar cinco ciclos de visitas ao imóveis da capital. As visitas passaram a ocorrer a cada dois meses. Sem a mão de obra extra dos 150 agentes, nós só conseguíamos passar nas casas de três em três meses", destacou Cosmo.

Ele reiterou que a renovação do contrato temporário do atual efetivo extra e a realização de concurso público para a contratação de agentes de endemias, poderão garantir que a possibilidade de epidemia da dengue permaneça descartada nos próximos meses. "O número atual de agentes demonstra que a ampliação da mão de obra reflete em bons resultados. Existindo pessoal suficiente, os índices baixam", alegou Cosmo Mariz. 

 Ele ressaltou, contudo, que o LIRAa exibe dados colhidos no passado e que, nem sempre, se refletem no futuro. "É como um dado da área de segurança pública. Ontem, 10 pessoas foram assassinadas. Amanhã, 20 poderão ser assassinadas". A comparação, segundo ele, é para ressaltar que as medidas adotadas pelo Município deverão ser mantidas para que os índices atuais permaneçam no futuro.


A diretora do Departamento de Vigilância à Saúde do Município, Cristiana Souto, garantiu que os 150 agentes contratados de forma temporária serão mantidos através da renovação do contrato de prestação de serviços. "Além disso, iremos trabalhar na abertura do edital para a realização do concurso que irá garantir a contratação efetiva pelo Município de 150 agentes de endemias", ressaltou Cristiana. A expectativa da Secretaria Municipal de Saúde é de que o edital do concurso seja publicado no primeiro semestre do próximo ano.

Nenhum comentário: